10 Dicas Para Escolher a Creche ou Escolinha

10 Dicas Para Escolher a Creche ou EscolinhaLevante a mão quem nunca ficou tensa quando chegou o momento da escolha da creche / escolinha onde seu filho passaria uma parte do dia? Pensando nisso, elencamos dez dicas (inspiradas no livro 50 maneiras de criar um bebê sem frescura, da Jenny Rosé) que você deve observar ao realizar as visitas. Com tempo e planejamento para visitar as suas opções, você terá melhores condições de observar qual delas oferece as condições ideais para que o seu filho desenvolva suas capacidades. Vamos lá?

Dica #1. Se puder, leve seu filho para acompanhar você nas visitas e observe em quais lugares ele se sentiu melhor e acolhido. O ambiente influencia bastante.

Dica #2. Repare no comportamento das outras crianças da creche/escolinha, se elas brincam e interagem com alegria entre os colegas. Elas se sentem à vontade na presença da professora e ajudantes? Sim? Bom sinal. =)



Dica #3. Observe a quantidade de funcionários para cada turma e se são suficientes para dar conta de todas as crianças. Se puder, converse com eles. Afinal, professores e ajudantes alegres auxiliam bastante no processo de adaptação da criança.

Dica #4. Atente ao quadro de funcionários para que conste pelo menos um psicólogo, um nutricionista, um dentista e um pediatra. Além disso, a instituição deve possuir algum convênio com uma clínica médica, em caso de emergência.

Dica #5. Verifique a limpeza do ambiente, em especial cozinha e banheiros. Questione sobre os horários da limpeza, pois estas devem ser feitas antes da chegada ou após a saída das crianças.

Dica #6. Veja onde fica o armazenamento de remédios e produtos de limpeza. Assim como na sua casa, eles devem ficar em lugares altos e de difícil acesso aos pequenos.

Dica #7. Note se a creche/escolinha é arejada, sem sinais de mofo ou infiltrações, se recebe luz natural e sol. Afinal, as crianças precisam passar uma parte do dia neste ambiente.

Dica #8. Informe-se em que espaço seu filho passará a maior parte dos dias e se há contato com crianças maiores que eles. Vale observar se o local possui muitas escadas, pois isso se torna perigoso para as crianças pequenas, em especial para as que estão aprendendo a andar.

Dica #9. As salas de repouso devem ser arejadas e ter berços com protetores para crianças menores e mini-camas com colchonetes confortáveis para os maiores. Repare na roupa de cama que deve estar limpa e sem remendas. As toalhas devem ser expostas ao sol após o banho para evitar o mofo.

Dica #10. O local das refeições deve ser acessível e seguro. Tendo mesas e cadeiras baixas para as crianças e cadeirões de alimentação com cinto de segurança para os menores.

Espero que estas dicas auxiliem na sua escolha. Sempre que possível, troque ideias com outros pais que já tem seus filhos matriculados nas escolas que você está pesquisando e peça a sua opinião verdadeira.

Fonte: ROSÉN, Jenny. 50 maneiras de criar um bebê sem frescura/ Jenny Rosén. – São Paulo: Panda Books, 2008. 200pp.

Foto: Creches Portugal

Dê a sua opinião: