2 anos de Mamãe Tagarela – Top 10 Supra Sumo do Blog (e Algumas Reflexões)

2 anos de Mamae Tagarela Top 10 Supra Sumo do Blog e Algumas ReflexoesHoje o Mamãe Tagarela completa 2 anos no ar! São 2 anos oficialmente, mas ele vem sendo planejado antes desse período de lançamento O Mamãe Tagarela para mim é como um filho, que teve um período de gestação (planejamento do blog), nascimento, transformação e dificuldades como toda criança.

2 anos de qualquer blog é um marco. Antes de começar com o blog eu fiz algumas pesquisas e muitas delas diziam que 80% dos blogs morrem nos 2 primeiros anos de vida. Então ultrapassar essa barreira para mim é um marco. Confesso que já pensei em desistir algumas vezes diante de algumas dificuldades e roubo do meu trabalho, mas eu gosto muito disso aqui e pensar em desistir não passou de um pensamento de 10 segundos heheheh. Tem que gostar mesmo para continuar porque não é fácil manter um blog com várias pessoas querendo passar a perna em você.

Se eu contasse para vocês tudo o que já vivi por causa do blog…



Mas como qualquer filho, não são apenas as dificuldades que se sobressaem, há também o lado bom:
1- A interação com outras mães que estão passando pelas mesmas coisas que eu. Esse lado é fantástico. Essa troca de experiência é fantástica. Tenho um enorme carinho por figurinhas carimbadas que estão sempre comentando lá na página do Facebook.

2-Poder ajudar as outras mães. Não existe pagamento melhor nesse mundo do que receber a mensagem de uma mãe agradecida porque os meus textos ajudaram-na. Já cheguei a chorar lendo algumas mensagens de agradecimento. Outras me deram um gás para continuar em momentos que eu estava para baixo e pensando em desistir. Obrigada vocês por terem feito eu chegar até aqui!

3-Poder acolher as mães que pensam diferente. Porque não existe um certo ao maternar, não existe uma fórmula mágica para ser mãe. Se eu acho que o parto normal é o certo para mim, não significa que a mãe que fez cesárea eletiva esteja fazendo errado.  Se dessa vez eu consegui amamentar, não significa que não existam dificuldades reais na amamentação (tô aqui para ajudar vocês nisso viu). Se eu faço cama compartilhada, não significa que quem não faça esteja errado (até sinto uma certa invejinha de quem não faz hahahaha). Desde que a escolha seja uma escolha consciente, desde que essa mãe saiba o que está fazendo, ela tem o direito de escolher como criar os filhos dela. E nós não temos nada a ver com isso.

Gente, eu podia ficar aqui enumerando milhares de benefícios em manter o blog. É bom demais, eu amo tudo isso.

Resumindo: eu não vou desistir do blog jamais! Se um dia eu me cansar eu piso no freio, pego mais leve e retorno depois. Mas desistir? Nunca!

E para finalizar, antes de entrar nos top 10, quero dizer que temos um projeto aí para o ano que vem, que envolve o Mamãe Tagarela e eu estou muito empolgada com esse projeto! Aguardem e verão. Agora vamos ao top 10 textos desses 2 anos de existência!

TOP 10 TEXTOS MAIS VISITADOS NOS 2 ANOS DE MAMÃE TAGARELA

10º LUGAR: 11 Coisas Que Não Deve Dizer Para Uma Mãe Adotiva – de 07/07/2015
Esse texto foi escrito pela querida Gabi Rocha como convidada do blog Mamãe Tagarela.
Trecho: “É seu filho? Seu filho mesmo? É minha filha. Minha filha mesmo. Sou eu quem dá amor, sou eu quem dá carinho, sou eu que me preocupo com o futuro dela, sou eu quem corta um dobrado para não faltar nada à minha filha e sou eu quem morre de culpa. Alguma mãe aí acha que eu não sou mãe dessa menina? Óbvio que tudo isso aí faço junto com meu marido, menos a culpa. Essa pertence às mamães. Mas no calor da emoção é essa resposta que costumo dar.

9º LUGAR: Aborto Espontâneo – Carta Para Uma Mãe Que Perdeu o Seu Bebê – de 18/07/2015
Esse texto foi escrito de coração por mim, Thata, para todas as mamães que, assim como eu, perderam o seu amado filho ainda durante a gestação.
Trecho: “Eu entendo a dor de ter que sair daquele hospital sem o seu bebê nos braços enquanto todas as mulheres à sua volta estão felizes porque acabaram de ser mães. Eu entendo que você esteja querendo achar um motivo para compreender porque isso aconteceu. Eu entendo que você esteja se culpando ou talvez culpando o seu companheiro, mas saiba que isso não é culpa de ninguém, não é culpa de vocês. Não é hora de brigarem, não é hora de ficarem apontando o dedo na cara do outro, é hora de se unirem, vocês precisam um do outro para passar por esse momento de dor e luto juntos.”

8º LUGAR: Asfixia Postural – Uma Assassina Silenciosa de Bebês – de 19/10/2016
Esse texto foi escrito pelo Papai Tagarela e foi roubado (eu não vejo outro jeito de chamar isso quando o blog é protegido e a pessoa entra no código fonte e copia o texto). Esse texto foi usando em um blog maior, cujo nome não vou citar, como se tivesse sido escrito pela dona do blog. Tudo idêntico: formatação, pontuação etc. Provavelmente foi esse texto que você leu no blog dela, pois foi lá que viralizou e não aqui. Depois de um tempo ela foi obrigada a mudar o texto, mas os links compartilhados com o nosso texto continuaram espalhados pela internet afora. Foi um dos maiores desgostos de todos os tempos do blog.
Trecho: “Bebês não têm força suficiente para permanecerem sentados. Seu corpo ainda é muito frágil e pequeno, o bebê não tem controle quase nenhum sobre si mesmo. Dessa forma, se ele não for bem colocado no bebê conforto, pode acontecer de seu corpo se flexionar e “tombar” para frente, por causa da ação da força da gravidade. Imagine o corpinho do bebê flexionado em forma de “C”. Essa posição faz pressão sobre o tórax e o abdome do bebê, impedindo seu movimento de expansão que ocorre durante a respiração.”

7º LUGAR: Gravidez de Menino X Gravidez de Menina (Reflexões) – de 19/10/2015
Esse texto foi escrito por mim, Thata, para anotar as particularidades das duas gravidezes: a minha gravidez do meu menino e a minha gravidez da minha menina, fazendo comparação entre as duas.
Trecho: “Oi mamães e papais, antes de tudo eu vou deixar aqui uma pergunta. Uma amigona minha comentou na minha foto que “quase toda mãe sonha em ter um casal” ou algo assim. Eu acredito que ela usou o quase porque, como me conhece, sabia da minha preferência por ter outro menino.”

6º LUGAR: Querida Mãe Que Colocou o Bebê no Chão do Aeroporto – de 13/08/2016
Um dos textos mais criticados da história do blog. A idéia era escrever como uma forma de acolher essa mãe que, na época, foi muito criticada, mas acabei sendo mal interpretada pelos leitores. Porém, pego para mim essa culpa, eu deveria ter sido mais clara, maia acolhedora, mais empática.
Trecho: “Querida mãe que colocou o bebê no chão do aeroporto, eu reparei que a sua foto viralizou na internet. Reparei também a quantidade de dedos que apontaram para você. Muitas outras mães te julgaram, não é mesmo? Você sabia, querida mãe, que essas mães que te julgaram não gostam de serem julgadas pelas atitudes delas? Querida mãe, as pessoas são assim mesmo, gostam de chegar a uma conclusão com base em apenas uma foto. Julgar é mais fácil do que ajudar, é assim mesmo, você agora é mãe e logo vai se acostumar com julgamentos na sua vida o tempo todo.”

5º LUGAR: Dicas para Lidar com o Bebê Gripado – de 13/01/2015
Um dos primeiros textos que eu escrevi na vida  – 1 ano antes do nascimento do blog. Porque eu já tinha um outro blog onde eu publicava alguns textos, mas nada comparado com o Mamãe Tagarela.
Trecho: “Ahhh, gripe… Nenhuma mãe merece ter um bebê gripado ou resfriado em casa. Quem já passou por isso sabe muito bem o sufoco que é. O nariz entope e o bebê não dorme, muito menos a mãe. Mas como não tem como fugir de uma gripe ou resfriado para sempre, vou contar algumas dicas pra conseguir passar por esse perrengue.”

4º LUGAR: Afogamento Seco X Afogamento Secundário – de 04/08/2015
Uma amiga tomou um susto com o filho e veio me alertar, assim como alertar outras amigas nossas sobre essa possibilidade. Por isso pesquisei e escrevi sobre o assunto.
Trecho: “O afogamento seco e afogamento secundário não são muito comuns, mas são responsáveis por 10% das mortes em casos de afogamentos. Só que isso pode ser evitado.
O afogamento secundário ocorre como eu descrevi acima. A criança aspira água e essa água vai parar nos alvéolos que depois de um tempo inflamam afetando a funcionalidade dos pulmões.”

3º LUGAR: Sobre a Lavagem de Jato de Soro Com Seringa no Nariz – de 15/05/2015
Após visitar a otorrino de minha confiança, ela me alertou para o uso indiscriminado do uso da técnica da lavagem de soro no nariz. Outra amiga, também otorrino, me instruiu como fazer a lavagem de forma correta.
Trecho: “Então é errado fazer lavagem de jato de soro com seringa no nariz das crianças?
Não é que a lavagem, muito recomendada por médicos, esteja errada. Mas essa lavagem vem sendo feita de forma errada por nós, leigos.
A Dra Gabriele Leão Straliotto Nichele, amiga minha, que também é otorrino e que eu também confio muito, disse que essa lavagem pode ser feita, desde que seja feita de forma delicada. A orientação que ela dá é usar até 5 ml de soro, pode ser com a seringa, com cuidado para não fazer força no jato. É só empurar o êmbolo devagar para não causar pressão e não ir para os ouvidos. Ela diz que essa lavagem é ótima e que inclusive são usadas em pós operatórios.”



2º LUGAR: Terapia do Abraço Para “Birras” – Eu Testei – de 10/11/2015
Ao ler um texto da Stheffany Nering comecei a ver a crise dos dois anos de idade com outros olhos e passei a lidar de outra forma. Meses depois de começar a ser mais empática com o meu filho de 2 anos, li um texto sobre terapia do abraço e resolvi dar o meu relato sobre o assunto.
Trecho: “Considerando que essas crises no meu filho tem um fundo fisiológico eu comecei a agir diferente de como eu agia. E funcionou! Quando ele começa a ficar frustrado, se debater, se jogar no chão, berrar, gritar:  eu o abraço. E digo “eu estou aqui com você meu filho, conta para a mamãe o que tem de errado”. Muitas vezes ele consegue falar o que está acontecendo e aí conversamos e fica tudo bem. Em outras situações ele está tão nervoso que não consegue. Assim continuamos ali com ele (sim, eu digo continuamos porque o Papai Tagarela também tem usado essa técnica) até ele se acalmar. E vamos tentando conversar. Uma hora ele acalma e pronto, fica tudo bem. É tudo culpa de um cérebro desarranjado.”

1º LUGAR: Querida Mãe da Criança Que Está Fazendo Escândalo no Shopping – de 06/05/2015
Esse texto é uma tradução da página Stuff Moms Say, mas assim como qualquer trabalho, a tradução também é protegida pela lei de direitos autorais. Nenhuma tradução é ao pé da letra, toda tradução leva idéias do tradutor também.
Trecho: “Eu consigo ver nos seus olhos que você está envergonhada, tentando tirar o seu filho do chão enquanto ele grita e se debate. Seu rosto está vermelho. Tenho quase certeza que vi lágrimas nos seus olhos. Eu reparo que você tem olheiras e está com a aparência de quem não dormiu direito. Eu quero que você saiba que eu estou te olhando, mas não estou te julgando.”

Espero que tenham gostado e vida longa ao Mamãe Tagarela! Rumo ao terceiro ano!

Foto Elsoar

2 comentários

  1. Cristina comentou

    Olá , seu blog foi fundamental para que eu conseguisse amamentar e muitas outras coisas , sempre que tenho alguma dúvida é aqui que eu venho , aqui fiquei sabendo que minha filha não tinha refluxo, que era normal eu me sentir com me sentia tantas vezes , eu só tenho a agradecer e espero que o blog dure para sempre . Parabéns e muito obrigada por toda ajuda que nos dá !

    1. Thata Tagarela respondeu Cristina

      Aw Cristina, gratidão!! <3 Sâo comentários assim que me dão gás para continuar escrevendo. Fico feliz demais de poder ajudar. Pode contar comigo. Um beijo

Deixe seu comentário!