21 Coisas Que Seu Filho Está Tentando Te Dizer

21 Coisas Que Seu Filho Esta Tentando Te DizerA maioria das crianças fala as suas primeiras palavras por volta de 1 ano e 2 meses de idade. Aos 2 anos de idade o vocabulário da criança é de cerca de 50 palavras. Nessa fase a comunicação começa a ficar um pouco mais fácil, mas elas ainda não conseguem se expressar muito bem. Cabe a nós, pais, interpretar o que a criança está querendo dizer, de acordo com cada situação do dia a dia e aprendendo a ler também a linguagem corporal dos pequenos.

Vamos listar aqui 21 coisas que seu filho pode estar tentando te dizer e não consegue. Claro, tudo com uma dose de bom humor! Se você se identificar com pelo menos uma delas, leia o texto abaixo do último item.

1- Sim, eu sei que eu disse que queria comer macarrão. Eu vi você cozinhando, senti o cheiro do molho de tomate fresco que você teve trabalho de fazer. E agora o prato está aqui na minha frente, eu sei. Mas eu estou dizendo que eu prefiro tomar uma sopa. Sim, eu mudei de idéia e não entendo qual é o problema nisso!



2- Esse sorriso no seu rosto significa que você não está entendendo que a situação é MUITO séria. ESSA NÃO É A CAMISA QUE EU QUERIA.

3- Opa, ouvi você dizer um palavrão! Agora vou repeti-lo muitas e muitas e muitas vezes. Obrigado, mamãe, você é a melhor professora do mundo.

4- Mamãe, pára de tentar me ajudar! Eu consigo fazer isso sozinho! É isso mesmo, eu estou afim de usar essa calça na cabeça, como se fosse um chapéu. Esse é o look que eu quero hoje. Pára de rir!

5- Papai, olha nos meus olhos. EU ME RECUSO a entrar nesse carro agora, entendeu? Quer ver quanto eu consigo gritar?

6- É, eu sei que te ofereci o lápis de cor azul, mas não era pra você ter aceitado. É claro que eu estou chorando! Você acabou com a minha brincadeira. Não, eu não quero o lápis azul de volta, agora não adianta mais. Eu queria que você não tivesse pego ele. MEU DIA ACABOU!

7- Antes de a gente ir na casa da minha prima hoje, eu gostaria de te avisar que não estou nem um pouco afim de dividir brinquedos hoje. Tá avisado.

8- Papai, obrigado por me ensinar as palavras pênis e vagina. Mal posso esperar pra contar pra vovó o que eu aprendi hoje! E pros vizinhos também. Ah, e pra todo mundo na rua. Eu gosto muito de impressionar as pessoas com as minhas palavras novas. VAGINA!

9- Eu estou vendo que ainda está escuro lá fora, mas acredite em mim, papai: JÁ É DE MANHÃ! Agora sai dessa cama aí e vamos lá na sala brincar de cavalinho.

10- Eu não vou sair de sapatos hoje. Não quero saber dos seus argumentos, vou descalço e está decidido, não insista. E não estou afim de colocar casaco também não. Vamos logo. E daí que está chovendo?

11- Olha, mamãe, eu tenho orgulho da sua força de vontade e persistência. É muito bonito e tal. Mas eu não vou pra cama às 7 da noite nem que a vaca tussa!

12- Então, vamos combinar, nós 3 na cama de vocês. Papai, vai bem pro cantinho. Mamãe, pro outro lado. Isso, mais um pouquinho até ficar bem espremida quase caindo. Pronto, agora eu entro aqui igual a uma estrela do mar gigante. Durmam bem!

13- Cocô? No meio da sala? Não, não sei do que você está falando. Não tenho nada a ver com isso.

14- Se você não levantar agora, eu serei obrigado a usar o meu golpe especial! Quer ver? Aquele que eu sento pelado na sua cabeça e fico gritando. Levanta AGORA.

15- Eu acho que você já sabe isso tão bem quanto eu. Eu PRECISO levar todas essas pedras e folhas comigo pra casa. É muito difícil escolher quais eu prefiro, então vou levar tudo. Agora abre essa bolsa aí pra me ajudar a levar.

16- Eu sei que eu disse que ia andando e aí você deixou o canguru e o carrinho em casa. Não sei o que te dizer, mas… Eu mudei de idéia. Você vai ter que me carregar no colo.

17- Eu nunca fui tão humilhado na minha vida! Como você teve coragem de dizer pra sua amiga daquele dia que eu fiz xixi na sua cama? Isso não se faz, era pra ser segredo só nosso.

18- Não, eu não quero o frango, não quero essa sopa nem os legumes. Também não quero banana nem maçã nem coisa nenhuma. Vou facilitar a sua vida: me dá aquele pacote de biscoitos e não se fala mais nisso.

19- Que pergunta besta! Como você tem coragem de perguntar isso? Está NÍTIDO que eu desenhei um cachorro. Você não tá vendo? Assim você me ofende.

20- Todos nós temos vícios, mamãe. Eu sei que você come chocolate escondida de mim quando pensa que estou distraído. E eu gosto de brincar com os papéis da lixeira do banheiro. Cada um na sua. Agora me dá esse rolo de papel higiênico e me deixa em paz.



21- Já estamos chegando? Estou cansado de ficar preso aqui na cadeirinha do carro, quero andar, correr, brincar, pular… Como assim só tem 10 minutos que a gente saiu? Vamos lá, mais rápido!

As situações acima são um pouco exageradas, mas o importante é pararmos para pensar que nossos filhos têm sim muitas vontades. Quando essas vontades não são atendidas eles ficam frustrados, o que pode desencadear um ataque de raiva. É lógico que nós não podemos atender a todas as vontades das crianças, temos que estabelecer limites e conversar com elas de maneira respeitosa.

Que tal fazermos um exercício de observar nossos filhos, prestando atenção no contexto e na linguagem corporal deles para melhor entendermos o que eles estão querendo nos dizer? E quando negarmos algumas coisa, é muito importante explicar para eles porque estamos dizendo “não”. Não minta, não invente, não crie falsas esperanças no seu filho. E deixe que ele faça algumas pequenas escolhas no dia a dia. Isso fortalece a confiança que a criança tem nela mesma, satisfaz o desejo da criança de participar nas decisões, além de fortalecer o vínculo com os pais.

Fonte: Belly Belly
Foto: Baby Center

2 Comments:

  1. Daiane Serenato

    Ótimas sacadas!!! Acho que é mais ou menos por aí mesmo!!
    Parabéns aos autores! =)

  2. kelly oliveira

    quase nao consegui ler de tanto que eu ri. otimo

Dê a sua opinião: