7 Coisas Que Um Pai Deve Saber Sobre o Pós Parto

7 Coisas Que Um Pai Deve Saber Sobre o Pos PartoOlá papais. Vocês sabiam que existem regras sobre o que fazer e o que não fazer, o que dizer e o que não dizer para a sua esposa ou parceira depois que o bebê nasce? Nunca ouviu falar delas? É porque elas são regras não-escritas, ninguém fala delas, mas eu vou quebrar um galho e listar para você 7 coisas que você deve saber sobre o pós parto.

1- Lembre-se sempre, ela é fantástica!
Não importa o quanto ela grite com você durante o trabalho de parto, ou reclame que você só faz besteira nas primeiras semanas com o bebê em casa. Essa mulher ao seu lado, este ser fantástico, nutriu o SEU bebê por 9 meses, tendo que aguentar incômodos, dores nos seios, dores na coluna, dores nas pernas, tonturas, enjôos e vômitos, cansaço extremo, e várias outras coisas que só uma mulher grávida entende, enquanto carrega uma melancia tamanho família na barriga. Você deve se curvar de admiração a ela diariamente por esse feito fantástico.

2- Você vai cair na lista de prioridades dela.
Foi mal, cara, mas caso você ainda não tenha percebido, agora a prioridade absoluta é o bebê. O mundo de vocês vai girar em torno desse serzinho que chegou. Não há espaço aqui para sentir ciúmes nem ser egoísta. Essa será provavelmente a época mais intensa da sua vida. Reconheça que tudo isso é temporário, assuma seu novo papel de pai e participe de tudo junto com a mamãe!



3- Esteja sempre um passo à frente.
Ela vai ficar irritada de ter que te pedir para fazer certas coisas, então se adiante e tome a iniciativa: troque as fraldas, leve o bebê para passear, prepare a água do banho, lave e esterilize as mamadeiras, troque a roupa de cama, lave a louça, prepare um jantar gostoso e lembre-se de sair da frente dela quando ela precisar de espaço. Você tem que ser a dupla dinâmica dela. Ela com certeza se lembrará pra sempre do seu esforço e dedicação. Leia meu outro texto sobre como evitar brigas!

4- Esteja presente de corpo e alma.
Se em algum momento você sentir que não tem nada que você possa fazer enquanto ela está amamentando o bebê por horas? Não fique parado igual a um poste, faça algo de útil: pesquise sobre coisas que possam ajudar mamãe e bebê nos primeiros meses. Leia sobre amamentação, sobre introdução alimentar, sobre o desenvolvimento infantil, pesquise, seja proativo! Não deixe também de reparar na nova mamãe, observando se há sinais de baby blues ou de uma depressão pós parto. Tente compreender as mudanças de humor dela, você tem que tentar diferenciar o que é cansaço e o que é instabilidade emocional. Acima de tudo, ajude-a a não se sentir sobrecarregada. Converse, abrace, esteja presente de corpo e alma.

5- Evite dizer em voz alta que está cansado.
Você NUNCA saberá o nível de exaustão pelo qual uma nova mãe passa. O terceiro trimestre da gravidez, seguido do trabalho de parto e depois das muitas noites em claro para amamentar e cuidar do bebê, somado a todas as incertezas e medos que uma mãe de primeira viagem passa. Acredite em mim, isso é cansaço em um nível que nós homens nem conseguimos imaginar nem nunca vamos passar, então vamos combinar de evitar usar a palavra “cansaço” ou qualquer variação dela.

6- NUNCA insinue que o bebê está com fome, nunca mesmo!
Há poucas coisas que deixam uma mãe tão furiosa quanto alguém falando para ela que ela não alimentou direito o seu bebê ou que o seu bebê ainda está com fome! Acredite em mim e nunca fale nem insinue que a criança pode estar com fome! A criança chora por vários motivos diferentes, entre eles sono, gases ou algum outro desconforto. Os bebês até 3 meses se sentem muito incomodados também por estar fora do útero, eles tem que se adaptar a um ambiente novo, totalmente diferente do que estavam acostumados.

7- Nem pense em falar de sexo!
Isso mesmo. Esqueça sexo por um tempo, ela não vai nem querer saber disso no pós parto. Pode ser questão de algumas semanas ou, dependendo de como tenha sido o parto, pode levar alguns meses até que ela volte a se interessar sexualmente. Isso é totalmente normal e cada mulher tem seu tempo. Não se preocupe, as coisas vão voltar ao normal entre as quatro paredes. Não pressione, não force, respeite. Na dúvida, volte ao ponto número 1 acima.

Um abraço,
Papai Tagarela

Fonte: Herfamily.ie

5 Comments:

  1. Adorei saber que foi um papai que escreveu o post. Peço licença para complementar: quando ela estiver amamentando, ajude-a. No começo, não tem posição, dói tudo, e ainda mais se o bebê não pega direito e só machuca o peito, é um horror. Ajudar a pegar o bebê a noite e levar até ela na cama também é de grande valia, ainda mais porque algumas vezes ela pode não ouvir o choro, devido ao cansaço.

  2. Posso acrescentar uma sugestão? Papai, quando a mamãe tiver amamentando, ajude a manter a privacidade da Mamãe, principalmente se forem visitas da sua parte. Não permita que elas entrem no quarto enquanto a mamãe amamenta ou convide as para fazer algo para distraí las! É MT chato ficar pedindo pras pessoas saírem! Ainda mais se não são suas visitas!

  3. Esse pai existe mesmo? Parabéns!!! Uma pena que alguns, como o meu jamais saberão disso.

Dê a sua opinião: