A Importância de Se Preparar Para Amamentar

a importancia de se preparar para amamentar 2A amamentação é uma assunto sempre em pauta aqui no Mamãe Tagarela. Sabe por quê? Porque acredito que a amamentação seja ESSENCIAL para os nossos bebês. Por isso, colocamos matérias esclarecedoras, escrevemos, pesquisamos e trazemos especialista em amamentação. Para dar o máximo de informações a você, mamãe que vai amamentar ou está amamentando.

A informação é muito importante para, nós mulheres, encararmos a amamentação de forma mais natural e simples possível, apesar de sabermos que não será fácil. Todas as vezes que conversei com mulheres mais velhas (que amamentaram), elas me falavam a mesma coisa: tem que ter perseverança, muita paciência e força de vontade. Já citei em um outro artigo que fiz, a doce-árdua tarefa de amamentar, as dificuldades que encontramos ao longo do percurso para amamentar e elas não são poucas e nem tão simples de se resolver.

Acredito que com informação podemos ir mais longe, então vou dar dicas para uma amamentação mais tranquila e prolongada possível:



  • Informe-se: assim que engravidar (ou se está tentando) comece lendo artigos, blogs, entre em grupos de mães e grupos de apoio à amamentação.
  • Busque apoio em quem tem prática: aqui no Rio de Janeiro temos o Instituto Fernandes Figueira e o Grupo Virtual de Amamentação que irá te passar informações corretas sobre as principais dúvidas ou dificuldades na amamentação.
  • Faça um curso sobre amamentação: cursos sérios, que irão te passar informações básicas e decisivas para te auxiliar nesse primeiro momento que estamos tão inseguras e sensíveis.
  • Não dê ouvidos a opiniões pessimistas: já ouvi muitas mamães dizerem que não têm apoio familiar, que os próprios parentes acabam dando opiniões que nada ajudam na hora da dificuldade. Então filtre-os! Você não precisa absorvê-los. Além de te fazer mal e se sentir culpada, irá te fazer desistir antes do que você queria.
  • Não tenha preguiça: amamentar é algo cansativo, eu sei, principalmente a noite. Mas se você acredita que amamentar é o melhor alimento que seu filho pode ter e que fará diferença na vida dele toda, faça um esforço, pelo menos durante os 6 primeiros meses de vida do seu bebê.
  • Não desista: mesmo com todas as dificuldades (leite empedrado, pouco leite, bico do seio rachado, bico invertido, pega errada, falta de apoio familiar, cansaço) não desista! Peça ajuda, vá em busca de auxílio especializado (pode ser público ou particular) para conseguir ultrapassar as barreiras e conseguir amamentar.
  • Não se sinta culpada caso não consiga depois de todas as tentativas acima: é óbvio que as mães querem o melhor para seus filhos, mas existem situações limites que não conseguimos chegar aonde almejamos, faça seu melhor e caso algo aconteça fora do planejado, você não será a pior mãe do mundo por isso.

Também deixo um link com dados de bancos de leite em todo o Brasil. Acredito que essa seja uma das mais importantes informações que podemos passar para vocês leitoras. Como disse acima, a informação é uma das importantes armas para usarmos a favor de nós mesmos no quesito amamentação. Estamos à disposição caso precisem de esclarecimentos sobre amamentação. Boa mamada para seu(sua) filho(a)!

Dê a sua opinião: