Açúcar na Infância – Quais São as Melhores Opções?

acucar na Infancia Quais Sao as Melhores OpcoesVamos falar sobre açúcar? Sim… Esse assunto é muito polêmico quando falamos sobre alimentação infantil, porque hoje em dia, muito se fala sobre os malefícios do açúcar para a saúde da criança, mas ainda existe muita gente que considera um exagero: “coitadinha da criança! Só um docinho não faz mal!”… Será??

No consultório atendo muitas crianças em fase de introdução alimentar, dos 6 meses aos 2 anos, e muitos pais já chegam perguntando “ele já pode comer chocolate?”, “no aniversário ele pode comer só um docinho?”, “…e gelatina já pode?”

Calma, gente!! Será que a criança precisa disso?



Acredito que precisamos descontruir algumas crenças. A criança não precisa do biscoito de maisena, da geleia de mocotó, daquele potinho vermelho cheio de corantes e açúcar que diz que “vale por um bifinho” e tantos outros produtos adoçados artificialmente que fizeram parte da nossa infância. Definitivamente esses alimentos não são feitos para crianças, muito menos antes dos 2 anos e, segundo dados do Ministério da Saúde, 30% das crianças menores de 2 anos já tomaram refrigerante e 60,8% consomem biscoito recheado, produtos altamente processados e com uma quantidade açúcar extremamente elevada.

Até os 2 anos, é preciso fugir de alimentos industrializados, principalmente aqueles que contém adição de açúcar, além de evitar estimular o paladar doce, pois é uma fase importante de construção do paladar da criança. É preciso deixar que a criança sinta o gosto natural dos alimentos, seja ele azedo, amargo ou até o doce das frutas, mas não o açúcar de adição que gera uma sobrecarga para organismo.

A partir dos 2 anos, podemos ter opções mais saudáveis e nutritivas para usarmos em preparações, fugindo sempre do açúcar branco refinado tradicional que, devido ao processo de refinamento, torna-se pobre em nutrientes. E vale lembrar que a regra é usar sempre o mínimo possível seja qual for a escolha.

E quais seriam essas opções mais saudáveis para adoçar a partir de 2 anos?

– Frutas secas (passas, tâmaras): passam por um processo de desidratação, perdendo água, concentrando o açúcar da fruta e aumentando o seu poder de adoçar preparações como vitaminas, bolos, etc.

– Mel: produzido por abelhas a partir do néctar das flores, rico em vitamina C, vitaminas do complexo B, cálcio, ferro, magnésio, potássio, zinco, selênio, entre outros minerais. Além disso, possui ação antioxidante, antimicrobiana, melhora a imunidade e pode ser um aliado para tosses e outras doenças respiratórias. Muito cuidado! O mel não pode ser oferecido em hipótese alguma para crianças menores de 1 ano pelo risco de contaminação por Clostridium botulinum.

– Melado: é um produto de origem vegetal, produzido através da cana de açúcar, e assim como o mel, é bem rico em ferro, cálcio, selênio, além de manganês e cobre. Pode ajudar a melhorar a imunidade e casos de anemia.

– Açúcar mascavo: É o produto obtido da cana de açúcar em sua forma mais bruta, ou seja menos processado, e que melhor mantém nutrientes como ferro e cálcio. Apesar de ser uma das opções mais saudáveis, existe forte tendência à contaminação por fungos, portanto merece atenção na escolha do fabricante.

– Açúcar demerara: depois do açúcar mascavo, após leve refinamento, temos esse tipo de açúcar de coloração marrom-claro. Mantém grande parte da qualidade nutricional semelhante ao açúcar mascavo.

– Açúcar de coco: relativamente novo, esse tipo de açúcar é extraído da seiva das flores da palmeira, aquecido e concentrado. Não passa por processo de refinamento, o que mantém nutrientes importantes como zinco e outros minerais, que o garantem propriedades antioxidantes. Seu principal benefício está relacionado ao menor índice glicêmico quando comparado às outras opções, ou seja, a velocidade que o açúcar vai para o sangue é lenta, o que impede sobrecarga ao organismo quando consumido em pequenas quantidades.

debora marques alimentando metas

 

Debora Marques
Nutricionista Clínica Funcional – CRN: 06100078
Especialista em Saúde Materno-infantil – UFRJ
Tel: 21 99233-2001
E-mail: alimentandometas@hotmail.com
IG: @deboramarquesj @alimentandometas @alimentandobaby
Facebook Alimentando Metas
Facebook Alimentando Baby

Deixe seu comentário!