Dicas Para Seu Filho Não Ser Uma Criança Desaparecida

Seu filho(a) já se perdeu de você alguma vez? O assunto de hoje é bastante sério. Quem já passou por isso sabe como é angustiante olhar para o lado e não ver a criança ao seu lado. Ainda mais com tantas notícias de sequestro de crianças que vemos na mídia, é com certeza uma situação muito angustiante. Sair com as crianças para lugares públicos de muito movimento – parques, praias, shopping etc, seja na sua própria cidade ou durante as férias – aumenta o risco de que elas possam se perder. Hoje vamos te dar algumas dicas simples e úteis para que seu filho(a) não seja mais uma criança desaparecida nas estatísticas. E caso um dia ele(a) se perca de você, essas dicas podem facilitar a sua vida para localizá-lo com maior rapidez.

Dicas Para Seu Filho Não Ser Uma Criança Desaparecida - Skin Shield

Skin Shield

1) “Tatuagem temporária”: escreva seus dados de contato com o seu número de telefone no punho da criança. Você não precisa colocar o seu nome, é apenas para facilitar alguém que encontre seu filho de entrar em contato com você. Para evitar que os dados fiquem borrados ou se apaguem, passe uma camada de esmalte incolor (base) sobre a tinta ou use um produto como o “skin shield”, uma espécie de band-aid líquido que você pincela sobre a pele.

2) Tire uma foto de corpo inteiro da criança. Dessa forma você não terá dúvidas da roupa que ela está usando, sapatos ou outros acessórios. Você saberá dizer a aparência exata da criança naquele dia. Isso pode ser bem útil, porque quando estamos muito nervosos é mais difícil se lembrar de coisas simples.



3) Combine uma senha. Sempre oriente seu filho a não falar ou interagir com estranhos. No caso de alguém tentar enganá-lo, chamando-o para ir a algum lugar, diga ao seu filho para pedir que essa pessoa estranha fale a senha. A senha deve ser uma palavra-chave fácil de lembrar, que você combina com a criança e guarda como um segredo de família. As instruções para a criança são simples. Se o estranho não sabe a senha, não vá!

4) Não se distraia. Nunca perca seus filhos de vista. Leva apenas um segundo para uma criança se perder ou ser sequestrada por alguém. Fique muito atenta, mesmo em ambientes que parecem seguros.

5) Não os deixe ir ao banheiro sozinhos. É melhor prevenir do que remediar. Não deixe que eles entrem sozinhos em banheiros públicos. Certifique-se de que é um espaço seguro e vá com eles. Pode parecer chato ou exagerado, mas a segurança e a integridade deles deve ficar em primeiro lugar.

6) Ensine o endereço de casa. Se os seus filhos já sabem falar, é importante que eles possam dizer onde moram. Isso faz com que eles se sintam seguros e saibam que alguém poderá ajuda-los caso eles se percam de você.

7) Defina um ponto de encontro. Se vocês vão para um lugar muito cheio, é bom definir um ponto de encontro para o caso de as crianças se perderem. Ensine o caminho para eles, ou mostre aonde fica a central de informações ou de assistência a visitantes do local.

8) Mostre aonde ficam as saídas e as saídas de emergência do local em que estão. É bom que eles saibam para onde seguir no caso de emergências, se você não estiver por perto para ajudar.

9) Dê a eles um telefone simples. Pode ser o modelo mais básico, pré-pago, apenas para vocês conseguirem se comunicar em caso de emergências.

10) Sempre repita as recomendações básicas: não falar com estranhos, não ir com pessoas estranhas a lugar nenhum, não aceitar alimentos ou presentes de estranhos etc. Alerte as crianças para os perigos que existem por aí.

O mundo está cada vez mais perigoso e assustador. Nós precisamos proteger os nossos pequenos de tanta maldade que há por aí. Não adianta tapar o sol com a peneira nem entrar em negação. Nunca pense “ah não vai acontecer com meu filho”. Não vai acontecer se você se previnir! Não existem exageros quando se trata de segurança. Basta um décimo de segundo para o seu mundo virar de cabeça para baixo, então cuide de quem é importante para você.

Traduzido e adaptado de Mamá Natural.

Dê a sua opinião: