Engravidar Amamentando: A Amamentação é um Método Contraceptivo?

Engravidar Amamentando A Amamentacao e um Metodo ContraceptivoA Amamentação pode ser utilizada como método contraceptivo?
Sim, porém, é preciso estar atenta a uma série de detalhes e, frequentemente, as mulheres recebem orientações confusas ou equivocadas sobre o assunto.

Este método recebe o nome de Método da Amenorréia da Lactação (LAM) e diz respeito a infertilidade natural que ocorre nos pós-parto quando uma mulher não menstrua devido à amamentação.

A eficácia do Aleitamento Materno Exclusivo foi de fato demonstrada e considerada uma excelente forma de controle de natalidade, MAS ATENÇÃO, é preciso observar uma série de critérios que DEVEM ser atendidos para que a sua eficácia (cerca de 98-99%) seja mantida. Sendo eles :



1 – Se o bebê tem menos de 6 meses de idade.
 O período para o retorno da fertilidade varia MUITO de mulher para mulher, dependendo do padrão de mamadas do bebê e principalmente do quão sensível é o corpo da mãe para os hormônios envolvidos no processo de lactação. O período de 6 meses foi estabelecido para controle considerando o período de amamentação exclusiva recomendado.

2- A Mãe ainda não ficou menstruada
 Se a menstruação normalmente vem após a ovulação, é possível que uma mãe que amamenta exclusivamente engravide antes de ter a sua primeira menstruação. Apesar de não ser muito comum, é possível e deve ser um ponto de atenção importante.

Os casos mais comuns de gravidez antes da primeira menstruação acontecem quando houve uma mudança brusca no padrão de mamadas do bebê, como, por exemplo, dormir uma noite inteira sem acordar pra mamar.

A maioria das mães terá possibilidade maior de engravidar após a primeira menstruação, na qual deve-se prestar atenção como um sinal de que sua fertilidade está se restabelecendo.

A mãe pode também prestar atenção aos sinais que o corpo poderá dar, como o retorno da TPM, mesmo sem menstruar. Este provavelmente é um sinal de que o corpo está se preparando para o retorno da menstruação mesmo que a amamentação ainda possa atrasar o retorno total da fertilidade.

3- O bebê está mamando em livre demanda de dia e de noite (muito importante) e não bebe nenhum outro tipo de líquido que não o leite materno.
Um Estudo mostrou que mães que foram separadas dos seus bebês durante a noite (mesmo as que ordenharam o leite para ser oferecido com outros métodos) apresentaram um risco maior de gravidez ( 5,2%) dentro dos primeiros 6 meses de vida do bebê (Valdes 2000).

As pesquisas disponíveis sobre o assunto mostram que a amamentação noturna atrasa o retorno da fertilidade.

Entenda a importância do bebê mamar de madrugada.

 

4- O bebê não faz longas pausas entre uma mamada e outra.
 A frequência com que o bebê mama e o tempo que dura a mamada são fatores muito importantes que, quando diminuídos, aceleram o retorno da fertilidade da mãe, principalmente se a diminuição ocorrer de forma repentina.

Como aumentar as chances de não engravidar durante a amamentação exclusiva:  

  • Mantenha o seu bebê sempre por perto
  • Pratique a Livre Demanda
  • Use o Aleitamento Materno para confortar o seu bebê e não somente para alimentá-lo.
  • Amamente deitada para dormir durante as sonecas do dia e principalmente durante à noite
  • Não ofereça o leite materno em outros métodos que não seja diretamente no seio.

E qual a nossa conclusão?
Amamentação exclusiva como método contraceptivo não é mito, porém, existem regras que devem ser seguidas e quem optar por este método deve saber que qualquer método contraceptivo pode falhar. Mesmo seguindo todos as regras, o corpo de cada mulher reage de uma forma diferente aos hormônios presentes na lactação.

Se o seu intuito é realmente não engravidar novamente, sugiro sempre que a Amamentação Exclusiva seja utilizada combinada com outros métodos contraceptivos.

 

camilla mendes consultora em amamentacao rio de janeiro

Camilla Mendes é Consultora em Amamentação e Educadora Perinatal e atua na cidade do Rio de  Janeiro.
Tel: 21 99688-3111 (what’s app)
E-mail: moira.consultoria@gmail.com
Facebook Moira Consultoria em Amamentação e Educação Perinatal

Deixe seu comentário!