Faixa Para Gestantes Mammybelt – Minhas Impressões

Faixa Para Gestantes Mammybelt imagem de capaLogo que descobri acerca de minha gravidez, percebi que estava acumulando mais gordura no abdômen e algumas de minhas calças, especialmente as de cintura alta, começaram a ficar justas. Então, eu que já havia lido em um blog de moda sobre a faixa para gestantes da Mammybelt, achei que seria interessante adquiri-lo para poder aumentar o tempo de uso das minhas roupas e comprar roupas de maternidade apenas quando e se fosse necessário e com isso economizar.

Desde o início, achei bem interessante a ideia, pois se tratam de extensores (são dois modelos no kit, um com botões e outro com ganchos, que se adaptam a fechos de calças, saias, bermudas, etc.) e sua elasticidade garante que haja espaço para a barriga crescer; e 3 faixas nas cores branca, azul marinho e preta, que servem para cobrir o extensor – são bem legais, principalmente quando não é mais possível fechar o zíper de uma peça.



Faixa Para Gestantes Mammybelt 2Eu comprei o tamanho M/G mas poderia ter adquirido o P/M (meu manequim antes da gravidez era 40/42), pois comecei a usar com cerca de 3 meses e no 9° mês ainda não precisei usar a medida máxima do extensor e no início ficou até um pouco largo. Mas optei pelo tamanho maior, porque não sabia o quanto engordaria (muitas conhecidas engordaram muito, inclusive minha mãe, que engordou mais de 20 kg em cada gestação) e como ficaria o tamanho da barriga até o final. Tem sido super útil, por exemplo, consegui usar bastante, praticamente até o 8° mês, uma calça que comprei bem justa quando ainda não sabia que estava grávida e achei que podia perder peso; e também pude utilizar a maioria das minhas calças e bermudas até o nono mês, algo que achei muito positivo, já que as roupas de maternidade, em grande parte, são feias ou caras ou as duas coisas simultaneamente (algumas calças jeans em lojas de gestante custavam até 3 vezes mais do que costumo pagar em uma calça “normal”). Assim, foi possível economizar um pouco nisso e só comprei peças de que gostava e poderia usar depois do parto.

O único ponto negativo para mim, se é que posso dizer isso, foi o fato de a faixa ser de um tecido muito molinho… acho que um tecido diferente, um pouco mais firme, poderia ser mais interessante para disfarçar o uso do extensor, sobretudo quando eu usava uma blusa mais justa, pois acabava ficando marcado, e também às vezes saía do lugar, contudo, acho que isso ocorria em razão de ter comprado um tamanho maior do que necessitava e as faixas acabaram sendo largas para mim. Com peças mais soltas, como batas, por exemplo, funcionava muito bem, ou se a blusa mais justa que ficava em cima da faixa fosse de um tecido mais grosso, pois também não marcava.

De um modo geral, achei o produto muito bom e recomendaria para outras grávidas. Acho que pela quantidade de vezes que o utilizei, o preço foi justo, e tenho certeza de que ainda usarei mais vezes depois do nascimento da minha filha, pois sei que carregarei o peso extra.

Entrei em contato com a Mammybelt e quem me respondeu foi Alessandra, que me explicou o seguinte sobre a faixa:

“Acredito que o fato da faixa sair do lugar se deu em razão de ser larga para ela. Se é larga, evidentemente vai dançar no corpo.
Com relação a sugestão de utilizar um tecido mais firme, testamos tecidos mais resistentes, firmes, mas quando a barriga começa a crescer mesmo, as faixas passam a incomodar, apertar. Não são confortáveis. Cheguei a usar uma bem firme na minha 2ª gravidez para testar, mas depois que a barriga cresceu um pouquinho, não conseguia nem ver na minha frente. Isto para não mencionar o calor, tendo em vista que muitos tecidos não são agradáveis em temperaturas mais elevadas, que tem predominado por aqui.
Assim, o tecido foi escolhido priorizando o conforto da gestante, que é fundamental.”

Obs. Imagens concedidas pela Mammybelt

danielle eu nao sabia que estava gravida foto de perfil

 

 

Danielle Fernandes, com 35 semanas de gravidez, esperando o seu primeiro bebê, Ana Sofia.

Dê a sua opinião: