Força, Vai Passar! Mas os Momentos Bons Também Vão

Forca Vai Passar Mas os Momentos Bons Tambem VaoFase ruim. Quem nunca se pegou pensando “calma que vai passar”? Eu me pego pensando nisso o tempo todo! Todo! É dente nascendo, criança acordando de hora em hora de madrugada, bebê que só cochila meia hora, criança que não abre a boca para a comida, birras, crises de terrible twos etc. Eu podia ficar mais 30 minutos aqui acrescentando itens à essa lista, mas cada um sabe onde o calo aperta, sabe qual é o problema maior com os filhos e o mais cansativo.

A verdade é que muita gente fica torcendo para essa fase ruim passar e não vive o agora. Eu sou assim. Bom, eu era assim. Eu sempre pensava “força na peruca, vai passar” e ficava torcendo para crescerem logo e passar essa fase ruim.

“Já ja meu filho completa 4 anos e pára de ter crises de terrible twos”. – Eu ficava pensando.



Mas quando o tempo passa, passam também as coisas boas. É bem naquela fase das cólicas, por exemplo, que a mãe se descobre mãe, que começa a perceber toda essa entrega da maternidade, que começa a viver esse amor maior do mundo.

É bem naquela fase do salto de desenvolvimento, que o bebê começa a acordar mil vezes de madrugada, que ele vai sentar, engatinhar, andar.

É bem na fase dos terrible twos que o seu filho começa a se comunicar melhor e começa a falar coisas muito engraçadas e fofas.

Não há nada de errado em reclamar das fases ruins, mas não esqueça de viver agora, porque coisas boas estão acontecendo também. Talvez o ideal não seja torcer para essa fase passar logo, mas tentar vivê-la apesar das dificuldades. Porque dificuldades vão existir ao longo da vida do(s) seu(s) filho(s), elas nunca vão para de surgir. Então tente se adaptar o tempo todo, se reinvente, deixe coisas para resolver depois, seja mais rápida e menos perfeccionista. Mas viva o agora, porque vai passar e vai ser bem rápido.

Seja feliz apesar de. Apesar de dormir pouco, acordar mil vezes de madrugada e ficar podre de cansada no dia seguinte. Apesar de não conseguir sentar para comer e ter que comer sempre frio e rápido. Apesar de ter que tomar banho em 5 minutos e não conseguir tomar mais aquele banho tranquilo que você conseguia antes de ter filhos.

Por isso beije, abrace, cante. Pegue no colo e rodopie. Sente no chão e brinque com eles. Vá ao parquinho, passeie. Passe a maior parte do tempo na rua se puder, crianças gostam de rua. Fotografe muito, grave vídeos, memorize cada momento. Escreva alguns momentos marcantes em um caderno para ler daqui uns anos. Viva o agora, porque agora é a hora de ser feliz.

Dê a sua opinião: