Mãe: Descanse e Deixe os Robôs Trabalharem por Você

Sexta feira, dia 6 de junho de 2015, eu estava dando frutas de lanche da tarde para o Eric. A campainha toca. Era ela, a Rose, apelido carinhoso que demos para a nossa mais nova funcionária da casa. A Rose não tem pele, não tem ossos, não tem órgãos e nem tampouco músculos e sangue. A Rose tem “apenas” um maquinário incrível, altíssima tecnologia e muitos fios. Precisa “descansar” na sua base no intervalo entre um trabalho e outro, como qualquer pessoa… opa não! Peraí!

Eu já disse na página do Mamãe Tagarela no Facebook que eu sou super a favor de tecnologias, ainda mais se for para ajudar uma mãe cansada que nem eu.

Eu não tenho empregada, não tenho faxineira, não tenho nenhum dos 4 avós morando perto para dar uma olhadinha no bebê enquanto como ou tomo banho. Preciso fazer essas coisas e também limpar a casa, fazer compras no mercado, lavar a roupa, passar a roupa enquanto ele dorme ou enquanto está na creche. Para finalizar ainda tenho que escrever no blog, que para mim é uma terapia.



Aliás, falando em creche, ela surgiu para que ele socializasse com outras crianças, pois no inverno europeu eu não via uma alma viva na rua e o bebê ficava trancado em casa comigo. Mas a creche também surgiu porque eu precisava de algumas horinhas para chamar de minhas.

O marido? Ele não é machista e faz de tudo aqui em casa, mas durante a semana ele sai de casa as 6hs e 30 min e só volta as 20hs. Jantamos juntos, ele brinca um pouco com o Eric e vamos juntos dar banho no bebê e colocar para dormir. Ah, juntos também tiramos a louça do jantar e colocamos na lava louça. Ele não tem tempo para fazer mais nada pela organização da casa durante a semana, então acaba sobrando tudo para mim. Final de semana ele tem mais tempo para cuidar da casa mas sentimos a necessidade de adquirir a Rose. E estou apaixonada. Pelo marido também, mas eu tava me referindo à da Rose aqui nesse momento.

Aqui em casa agora é assim:

Eu aperto um botão e assim lavo a roupa.
Eu aperto outro botão e lavo a louça.
Agora eu posso apertar um botão e ter a casa aspirada enquanto eu durmo, almoço, brinco com Pititico ou faço qualquer coisa.

Agora voltando para a história do início: eu tava dando frutas para o Eric e era ela tocando a campainha, a Rose. Era menor do que eu imaginava, mais leve do que eu imaginava e veio linda e bela em uma caixa.

Não resisti e fui logo abrindo a embalagem. O primeiro recado apareceu assim que eu levantei a tampa “Let the robots do the work”, traduzindo, ‘deixe os robôs fazerem o trabalho”… e eu já fui gritando “Deiiiixo! Deiiiixo!”. Foi amor à primeira vista!

A Rose é um aspirador portátil e que faz todo o trabalho sozinha. O nome real do produto é Roomba da marca IRobot. Vende no Brasil, dá uma olhada aqui. Além do Roomba (que é o aspirador) eles têm outros produtos, como um que passa pano chamado de Braava, o aspirador de piscina que é o Mirra, tem toda uma linha de robôs para defesa e segurança também.

Mae Descanse e Deixe os Robos Trabalharem por Voce mamae tagarela

Aqui em casa nós compramos o Roomba 870 por ter filtro HEPA e por vir com duas paredes virtuais e mais um filtro extra. Valia mais a pena. Mas no Brasil isso é muito caro. Então quando você vier me visitar aqui (obaaaa adoro receber visitas) aí você compra o seu Romba e leva na mala.

A partir de hoje agora aqui em casa vai ser trabalho escravo! Rose, que foi apelidada assim em homenagem ao Robo dos Jetsons, vai trabalhar todos os dias porque a casa é grande, toda trabalhada no carpete e somos todos alérgicos. Num quero nem saber! Agora falando sério: no manual diz que o ideal é colocá-la para trabalhar sempre e até descarregar toda a bateria (aiiiii que coisa ruim SQN).

O primeiro dia de trabalho da Rose foi logo no dia seguinte, no sábado. Liguei a dita cuja que começou a fazer um trabalho neuroticamente limpo (ai que amor), tirando sujeira de lugares de onde eu nem tinha noção que estavam sujos, sugando até os menores grãos de poeira dos cantos, passando várias vezes no mesmo lugar.

Enquanto ela limpava o chão eu troquei a roupa de cama, coloquei para lavar e o marido fazia outras coisas. Logo nós 3 estávamos sentados brincando enquanto a Rose ainda trabalhava.

Os três pontos negativos na minha opinião:

1-Por casa ser grande e de 2 andares ela teve que parar e recarregar, mas a bateria dura mais ou menos 1 hora e 30 min. O bom é que ela mesma sabe que tá acabando a bateria e volta sozinha para a base dela, recarrega e continua de onde parou.

2-Por ser um robozinho pequeno, o compartimento da lixeira também é pequeno, então a cada 40 minutos aparecia um sinal de lixeira cheia no Roomba e eu tinha que parar o meu merecido descanso para esvaziar a lixeira. Mas acho que isso aconteceu porque a casa estava muito suja.

3-Não aspira escadas, cortinas e nem teto.

Meu dyson que me desculpe, mas ele ficar encostado e só vai sair da toca uma vez por mês hihihihih

Amiga mãe, faça que nem eu: descanse e deixe os robôs trabalharem por você. Pra quê ficar se descabelando se já existe tecnologia pra te ajudar?

Ah, quer ver um vídeo de como o Roomba trabalha? Clica aqui! Mas cuidado! Você corre o risco de se apaixonar!

OBS: Gente, não é publi, tô in love demais da conta!

Um Comentário:

  1. gabriela tefili

    Thais, que máximo!

Dê a sua opinião: