Neurofeedback – Novo Tratamento Para Autismo

O que é Neurofeedback?

Neurofeedback é um tratamento que existe há mais ou menos 50 anos e há alguns anos está sendo usado para tratar autismo que promete relaxar a mente do autista melhorando a sua comunicação, aumentando o tempo de atividade e aprendizado, melhorando o comportamento de forma geral e melhorando a critatividade.

O treinamento de Neurofeedback é um biofeedback induzido por uma leitura neurológica de um eletroencéfalograma. Durante a terapia, são colocados eletrodos no couro cabeludo que medem os padrões elétricos das ondas do cérebro (assim como um médico, escuta seu coração com um estetoscópio).

Como funciona?

Assim que acorda a pessoa coloca o “capacete” e fica com ele por 40 minutos. Esse “capacete” vai diminuir as ondas Delta do cérebro, que são altas durante o dia (em pessoas neurotípicas elas são altas somente quando dormem, mas nos autistas as ondas Delta são altas o tempo todo), e estimula as ondas Alpha e Beta para que elas alcancem os níveis normais.



As crianças diagnosticadas no espectro autista (TEA) tendem a ter níveis de alfa e beta inferiores à média e níveis de atividade de delta mais elevados.

No tratamento em casa com neurofeedback as ondas alfa, beta e delta são registradas pelos eletrodos do “capacete”. O software especializado converte a atividade do cérebro em uma representação de estimulação auditiva terapêutica que influencia os níveis de ondas cerebrais. Após a mudança, o cérebro pode novamente ser monitorado, criando assim um ciclo fechado de feedback.

Para ouvir o som que é usado na terapia clique aqui.

Para entender melhor como funciona assista o vídeo a seguir (é em inglês, mas mesmo que você não fale inglês vale a pena ver o vídeo).

É Seguro?

O “capacete” da empresa Mente Autism, que foi feito para tratamento de Neurofeedback em casa e foi o que decidimos comprar, ele foi aprovado pela FDA (Food and Drug Administration) que é o órgão regulador Norte Americano responsável por examinar, testar e aprovar (ou reprovar e for o caso) produtos relacionados à saúde.

Além disso também é um produto regulado pelo Dispositivo Médico da União Européia (selo CE Medical Certified), que significa que o produto está em conformidade com a legislação europeia em matéria de saúde, segurança e proteção ambiental.

E também já saíram artigos científicos e reportagens em jornais sobre o produto. Veja aqui. 

Por ser um produto que é usado há pouco tempo para autismo, ainda não existem registros dos resultados, porém mães e pais de autistas garantem ver resultados.

Minha experiência:

O nosso primeiro passo foi levar o Eric para fazer um eletroencefalograma EEC (foto) já que não é todo autista que vai se beneficiar do tratamento e eles precisam saber quais são alterações no EEC antes de indicar (ou contraindicar) o neurofeedback.

Não, esse não é o capacete do neurofeedback, mas ainda vou mostrar ele aqui para vocês… e vou mostrar muito né, vai fazer parte do nosso dia a dia.

O resultado do eletro do Eric deu alterado, como era de se esperar. Deu uma atividade acima do normal do lado esquerdo do cérebro. Isso não nos surpreendeu porque é o lado responsável pela maior parte do pensamento lógico e matemático e o Eric associa tudo a números e letras. Ele aprender a ler, escrever, somar e subtratir sozinho. Dentre outras coisas mais que eu já contei nesse post aqui no Instagram.

Estamos terminando de fazer uns testes com algumas psicólogas, que vão nos colocar na fila da terapia ABA de uma ONG daqui de Malta, por isso ainda não começamos o tratamento com Neurofeedback, para não dar alteração nos resultados dos testes.

Mas em breve vamos começar a tratar e vou mostrar para vocês bastante sobre o tratamento e o resultado.

Ainda não existe cura para o autismo, mas as minhas expectativas são de que ele fique menos agressivo, mais presente, melhore a comunicação verbal e que consiga dormir melhor. Assim vamos conseguir melhorar a qualidade de vida dele e a nossa.

Aqui nós vamos comprar o aparelho, para ser usado em casa, da empresa Mente Autism. No Brasil esse tratamento é oferecido em clinicas, não sei se vendem o capacete para uso caseiro.

Essa aqui é a foto do aparelho de Neurofeedback. A foto da capa é somente do Eric fazendo o Eletroencefalograma EEC para saber se poderia se beneficiar da terapia de neurofeedback.

Me acompanhem lá no Instagram que assim que chegar o capacete eu mostro para vocês no Stories. 

Saiba como eu descobri o autismo do meu filho:

Beijos, Thata

3 comentários

  1. Juliana comentou

    Olá Thaís!

    Adorei o seu site. Descobri que ele existe hoje e já tô aqui faz umas duas horas lendo. Enfim, fui atrás desse equipamento e vi que não existe centro de distribuição para ele aqui no Brasil, nem nos Estados Unidos. Comprou pela internet e eles enviaram por correio? E outra pergunta importante: quanto foi?

    Obrigada!

    1. Thaís Cardoso respondeu Juliana

      Olá Juliana, bem vinda! A empresa que fabricou e vende é daqui de Malta (moramos fora do Brasil). O valor é de quase 2000 euros já incluído exames e o tablet para acompanhar o avanço. Ainda não começamos o tratamento porque estamos esperando sair alguns resultados.

      Não sei exatamente aonde, mas sei que em São Paulo eles oferecem tratamento de neurofeedback, mas não é caseiro, é feito na clínica mesmo.

  2. FAMYR comentou

    Lucas Portugal tem varias paradas positivas, mas transporte publico não é uma delas e passa bem longe de um ideal, só pelo mapa vc vê a diferença mapa de metro da capital portuguesa 4 linhazinhas de metros mapa de metro de Dusseldorf, veja que Dusseldorf onde estou não é uma capital, é uma cidade de médio porte na Alemanha Portugal tem que comer muito arroz com feijão no transporte publico pra chegar em níveis ideiais outro ponto a ser comentado no que vc disse, é que quando eu falo que só conheço dois países que o transporte publico é PICA (Alemanha e Japão) não quer dizer que em outras cidades especificas de outros paises o transporte publico não funcione, por exemplo vc pega uma Nova York, ela tem um bom transporte publico, aí no caso é a cidade de Nova York, o mesmo vc não pode dizer para todo os USA, o mesmo vale pra franca, vc vai achar cidades grandes por lá como Paris com uma excelente estrutura de transporte publico, ou uma Inglaterra onde Londres tem uma malha publica violenta, mas sao cidades especificas, não é o caso da Alemanha e de um Japão que em cidades de médio porte vc ve uma malha gigantesca de transporte publico espalhado pela cidade e ligando cidades a outras cidades, enfim só pra deixar claro caso vc não tenha pegado esse detalhe no meu comentário do video.

Deixe seu comentário!