Parto Orgásmico – Quebrando o Tabu

Parto OrgásmicoVocê sabia que existem mulheres que sentem prazer durante o parto? E que algumas delas atingem o orgasmo quando o bebê nasce? Há muitos testemunhos de mulheres contando que sentiram um orgasmo quando seu bebê nasceu. Num primeiro momento pode parecer esquisito para muitos, pois sabemos que a grande maioria das mulheres sente dores intensas. Então como é possível se associar parto a orgasmo? Hoje vamos desmistificar o parto orgásmico e explicar porque ele acontece.

De acordo com alguns especialistas, orgasmos durante o parto são mais freqüentes do que se imagina e ocorrem por causa da intensa estimulação do canal vaginal que ocorre quando o bebê nasce. Um estudo feito na França por Thierry Postel revelou que 109 das quase mil enfermeiras obstetrizes entrevistadas haviam testemunhado partos orgásmicos. O estudo foi além: as obstetrizes relataram 668 casos de parturientes que haviam experimentado um orgasmo no momento do nascimento do bebê. Outras 868 mulheres demonstraram sinais de prazer, mas não os relataram à equipe, talvez por vergonha. Outras 9 mulheres declararam ter certeza de que tiveram partos orgásmicos.

Por que o parto orgásmico acontece? O professor Barry Komisaruk da Universidade de Rutgers (Nova Jersey, EUA), se dedicado a estudar o orgasmo feminino. Segundo ele, a intensa estimulação do canal vaginal durante a passagem do bebê pode ajudar a bloquear as dores, embora naquele momento não exista qualquer estimulação sexual. Todo o sistema reprodutor feminino é estimulado durante o parto, incluindo o útero, o colo do útero e o clitóris. Estas três áreas são normalmente estimuladas durante o orgasmo sexual e, por isso, o orgasmo pode ocorrer também durante o parto.



Nos Estados Unidos e na Europa há um movimento chamado de Orgasmic Birth (Parto Orgásmico). A organização é responsável pela divulgação de histórias de mães que relatam ter tido uma experiência prazerosa durante o parto. Eles também contam com testemunhos de parteiras, enfermeiras obstetrizes, doulas e outros especialistas. O objetivo é justamente quebrar esse tabu que existe sobre o assunto e conscientizar as pessoas de que isso é algo perfeitamente natural e é uma expressão do corpo da mulher, no momento mais fantástico de sua vida.

Para a sociedade, ainda é muito difícil aceitar que o nascimento de um bebê pode produzir um orgasmo para a mãe. Esse tabu é a razão pela qual muitas mulheres não o sintam ou neguem que sentiram. A vergonha frente ao parceiro e à equipe médica e de suporte é um dos obstáculos mais comuns que bloqueiam este prazer.

Hoje em dia, especialmente no Brasil, a maioria das mulheres não opta por ter um parto normal. As que escolhem o parto normal, na maioria das vezes têm partos hospitalares, em locais com um grande equipamento médico, monitoramento constante e pouca privacidade. Some-se a isso tudo ansiedade e o nervosismo pelo nascimento do bebê. No ambiente hospitalar a mulher tem mais dificuldade de se sentir relaxada e confortável, o que dificulta muito que ela tenha uma experiência de parto prazerosa.

Aprenda como entrar em trabalho de parto de forma natural.

 

De acordo com a organização Orgasmic Birth, é possível as mulheres que experimentam o parto orgásmico tenham uma constituição biológica que utiliza o prazer como forma de amenizar as dores do parto. O corpo humano é fantástico! De acordo com esses estudos e com tantos relatos, o melhor a fazer é relaxar e estar mentalmente preparada para que o seu corpo se entregue naturalmente ao prazer durante o parto. E você? Gostaria de ter tido um parto orgásmico?

Fontes:
Baby Sitio
Orgasmic Birth

Dê a sua opinião: