Quando é a Hora de Ter o Segundo Filho?

Quando e a Hora de Ter o Segundo Filho

A vida do casal muda completamente quando o primeiro filho chega. Depois de algum tempo, muitas mães e pais começam a pensar em ter outro bebê. Mas qual é o momento ideal para ter um segundo filho? A família quer crescer, mas é difícil saber qual é o momento certo. Então, vamos conversar sobre algumas questões para ajudar você a decidir.

O melhor momento:

Em geral, o tempo médio que um casal costuma esperar para ter o segundo filho é 2 anos depois do nascimento do primeiro. Nessa idade, a criança tem um pouco mais de independência, o vínculo do primeiro filho com a mãe já é um pouco diferente e a mãe geralmente já se sente preparada para ter outro bebê.

 


O relacionamento do casal:

Não é recomendado que um bebê venha ao mundo no meio de uma crise conjugal. Uma criança não vai “consertar” quaisquer problemas de relacionamento que existam entre você e seu parceiro. Ter um bebê dá tanto trabalho e envolve tanta dedicação, que é mais provável que qualquer problema de relacionamento seja agravado. Antes de pensar em ter o segundo filho, é importante que o casal tenha estabilidade e a decisão de ter outro bebê deve ser feita de comum acordo.

 

Tudo em dobro:

Um segundo filho implica trabalho em dobro: duas crianças para alimentar, colocar para dormir, dar banho, vestir, cuidar. Duas crianças chorando ao mesmo tempo não é nada fácil! Por um lado, o trabalho aumenta, mas por outro, a felicidade também é maior! É fundamental levar em consideração essa questão da organização do dia a dia na hora da chegada do segundo filho.

Em teoria, os pais se sentem mais seguros e tranquilos para passar por toda aquela experiência de novo, uma vez que já têm “treinamento” prévio. Mas na prática, nem sempre é assim. Toda gravidez é diferente e podem surgir dúvidas novas que não apareceram durante a primeira gestação. Cada bebê é único e um segundo filho pode ter comportamento e personalidade completamente distintos do primeiro.

Será mesmo que o segundo filho é mais fácil?

 

Algumas questões para se levar em conta:

  • A idade da criança. Há estudos que sugerem que o ideal é aguardar pelo menos seis meses da data do parto para engravidar novamente. Mas o momento ideal é quando os pais estão plenamente convencidos de que é a hora certa de ter um segundo filho.
  • A situação econômica. Pare e pense: vocês têm estrutura financeira para arcar com os gastos de um segundo bebê? Pensar em dinheiro pode parecer algo fútil e superficial nesse momento, mas infelizmente é um tópico bem importante a se considerar.
  • Vocês estão preparados para ter outro bebê? A chegada de um filho revoluciona a vida familiar e pode deixar de cabeça para baixo a rotina que vocês estabeleceram com o primeiro filho.

 

Emoções confusas:

Durante a segunda gravidez, os sentimentos da mãe não estão concentrados apenas na barriga, mas também no primeiro filho, que já é muito amado e ainda demanda muita atenção. A mãe se preocupa porque não sabe como a chegada do bebê vai afetar a vida do irmão mais velho. Os pais podem também se perguntar se vão amar o segundo filho tanto quanto amam o primeiro.

A forma que a mãe vivencia a espera do novo bebê poderá influenciar em como o filho mais velho vai se sentir também. Crianças são muito perceptivas e captam muito mais do que a gente imagina. Sendo assim, se os pais passam a gestação com muito amor e alegria, a criança tenderá a se sentir da mesma forma.

Preparando o filho mais velho:

A comunicação é a chave para todo relacionamento. Por isso, quando for dar ao seu filho(a) a notícia de que ele(a) vai ter um irmãozinho ou irmãzinha, é fundamental que você faça isso da forma mais natural possível. Pode ser estranho para a criança entender que há um bebê crescendo dentro da barriga da mãe, mas aos poucos ela se acostuma com a idéia. De qualquer forma, isso pode trazer muitas emoções confusas para a criança. É importante manter um diálogo com ela, para que ela possa falar o que sente e, assim, se sentir mais segura.

Leia nossas 10 dicas para preparar seu filho para a chegada de um bebê.

 

Fonte: Disney Babble

Violeta Alcocer, psicóloga.
Marisa Russomando, psicóloga materno-infantil.
Laura Krochik, especialista em crianças e amamentação

Dê a sua opinião: