Querida Mãe Que Acabou de Ter Um Bebê

Querida Mae Que Acabou de Ter Um BebeEu consigo ver nos seus olhos o quanto você está cansada. As suas olheiras não te deixam mentir, elas me dizem que você acordou várias vezes nessa madrugada. Eu entendo que esta fase é muito difícil, mas acredite, vai passar, vai melhorar.

Eu vou visitar o seu bebê e entro na sua casa e percebo que ela não está tão arrumada e limpa quanto costumava ser. Eu vejo poeira nos móveis, objetos fora do lugar, a pia da cozinha está cheia de louça e a cama por fazer. Eu entendo que você mal tem tempo para dormir e às vezes não consegue nem se alimentar direito. Eu percebo que você só tirou o pijama para me receber.

Eu fico me perguntando se você está se alimentando direito. Se está comendo proteína, vegetais, grãos ou se está engolindo qualquer coisa correndo por falta de tempo de cozinhar ou até mesmo falta de tempo de comer. Eu fico me perguntando se você consegue tomar banho quando o bebê dorme ou se ele acorda no meio do seu banho. Eu fico me perguntando se você consegue ir ao banheiro sem ter alguém por perto para olhar o seu filho ou sem precisar leva-lo contigo.



Eu fico me perguntando se você está conseguindo amamentar, se você consegue paz para ter esse momento de conexão sem ter gente em volta dando pitaco. Eu fico me perguntando se você está tendo problemas com a pega ou com rachaduras no seio, se o seu filho fica sonolento ao mamar, se você não adormece no meio da mamada e fica com medo do seu filho cair. Eu fico imaginando por quanto tempo o seu filho fica mamando no seu seio. Quando eu vou te visitar e vejo o seu bebê com chupeta, saiba que você não precisa me dar nenhuma explicação sobre isso. Eu entendo que amamentação é difícil e o quanto é difícil ficar horas com um bebê pendurado no peito.

Eu consigo ver lágrimas nos seus olhos, lágrimas de cansaço. Eu consigo ler nos seus gestos que você ainda está perdida na maternidade. Acredite, é assim mesmo, não é como te contaram que a mãe nasce quando o bebê nasce. A mãe às vezes demora algumas semanas ou meses para nascer. A maternidade não vai aflorar em você como você imaginou e acredite, isso não é sua culpa. Não se sinta culpada por pensar que você não nasceu para ser mãe, esse pensamento é normal. Tudo isso vai melhorar, acredite.

Eu te entendo!

Eu entendo que você fique irritada com o choro dele. Eu sei que ele está chorando o dia inteiro e que às vezes você não consegue fazer com que ele pare de chorar. Que você fica um pouco desesperada com a situação e que se sente uma péssima mãe por inúmeros motivos. Eu entendo que o berço parece que tem espinhos e que ele só queira ficar no seu colo e o quanto isso é cansativo. Eu entendo que você às vezes precise deixar ele no berço, mesmo que chorando, para conseguir fazer alguma coisa rapidinho e só depois voltar e pegar o seu bebê. Você não é uma mãe ruim por causa disso.

Eu entendo que às vezes você pense que não deveria ter engravidado, que às vezes você se arrependa de ter tido o seu bebê, que às vezes tenha vontade de jogar o seu bebê pela janela. Eu sei que você não vai jogar o seu filho pela janela, isso passou muito rapidamente pela sua cabeça, eu sei. Assim como sei que você não vai fazer isso e que você já chorou muito por ter pensado assim. É compreensível que você já tenha pensado “o que eu fui fazer com a minha vida?” e também “eu quero a minha vida de volta”. Você vai ter a sua vida de volta, mas vai ser muito melhor. Você vai ter uma criança que vai rir das suas palhaçadas, das suas caretas, que vai te encher de beijos e falar que te ama.

Eu, agora que estou na minha casa, fico imaginando se está tudo bem contigo. Fico preocupada se você está bem e o quanto isso tudo tem sido difícil para você.

Eu também fiquei surpresa em sentir o quanto esse início é difícil. Eu também não levei a sério as pessoas que falavam isso para mim. E quando essa tempestade passar, acredite, você vai perceber que todo sacrifício valeu a pena e que faria tudo de novo.

Eu te entendo e você é uma boa mãe, mas é humana e tem necessidades básicas que precisam ser supridas. Ninguém está te julgando por isso, então pare de se julgar. Tudo isso vai melhorar, vai passar.

Sinta-se abraçada, todas mães já passaram por essa fase.



Obs: Se você acha que tem depressão pós parto, procure tratamento.

3 Comments:

  1. Muito, muito obrigada.

  2. Ana Paula Martinelli

    Chorei lendo… Obrigada!

  3. Chorei litros. Precisava ler isso. Lavou minha alma. Muito obrigada!

Dê a sua opinião: