Sobre a Cadeirinha do Bebê em Assaltos ou Acidentes

Sobre a Cadeirinha do Bebe em Assaltos ou AcidentesMamães e Papais,
Hoje vamos falar de um assunto muito sério: a segurança de nossos filhos no bebê conforto ou cadeirinha quando transportados no carro. Temos visto recentemente na mídia relatos de pais que sofreram assaltos quando estavam com seus bebês presos na cadeirinha dentro do carro. As narrativas são assustadoras, é óbvio: a maioria dos assaltantes não se importa que você está com uma criança atrás e gostaria de retirá-la antes que o carro fosse levado.

O que não entendemos (esta é outra discussão!) é como alguém pode ser tão cruel levando a criança que está presa na cadeirinha junto com o automóvel. Acredito eu que a maioria dos assaltantes não quer chamar atenção com uma criança ou bebê chorando dentro do carro. Eles simplesmente ignoram os pedidos dos pais para retirarem seus filhos pois agem de forma rápida para não chamarem atenção ou estão sob efeito de alguma droga que acaba alterando seus sentidos.

O último exemplo que li publicado em um grupo sobre maternidade foi o caso de uma mãe que estava com o seu bebê na cadeirinha no banco de trás e sua irmã no carona, quando foram abordadas por bandidos e estes não deixaram elas retirarem a criança da cadeirinha, quando uma delas se atracou com um dos assaltantes e por sorte conseguiu tirar a criança do carro. O relato completo está publicado de forma pública neste link.



O que me assustou e até me motivou a escrever esse texto, foram alguns comentários de mães dizendo que a solução encontrada por elas era carregar o bebê ou criança fora da cadeirinha ou – pasmem – no banco da frente! Temos medo? Sim, todas temos, mas infringir as regras de trânsito, colocando em risco a vida do seu filho não soluciona o problema. Mesmo porque agindo dessa forma (totalmente equivocada na minha opinião) não teremos a garantia de que não seremos abordados por assaltantes e que estes podem arrancar com o carro enquanto você tenta chegar ao outro lado para pegar seu filho. Ou simplesmente, por um movimento brusco (na tentativa de tirar seu filho), você pode ser atingido por um tiro. Sim, essa é a realidade da maioria das cidades grandes do Brasil, principalmente Rio de Janeiro e São Paulo.
Eu fiz uma pequena pesquisa para coletar dados sobre assaltos a carros no Brasil e acidentes de trânsito para desmistificar a ideia dos pais de acharem que seus filhos estarão mais seguros fora da cadeirinha e incrivelmente o número de assaltos a carro é grande, mas os acidentes de trânsito também são, principalmente os com mortes. Então, o ideal é tomarmos providencias para não sermos alvos tão fáceis.

Vamos aos números: o Anuário Brasileiro de Segurança Pública registrou mais de 213 mil carros roubados em 2013. Com relação aos acidentes de carros, o Datasus registrou em 2013 mais de 200 mil acidentes com ferimentos graves e o Ministério da Saúde contabilizou também no mesmo ano, 42.266 mortes em acidentes de trânsito. O que esses números traduzem? Que temos quase as mesmas chances de ter nosso carro roubado e de nos envolvermos em um acidente de carro, podendo ter ferimento grave ou mesmo vir a óbito.

Se a ocorrência de assaltos foge do nosso controle, o mesmo não ocorre com a nossa segurança no trânsito e a de nossos filhos: podemos prevenir acidentes através das medidas indicadas pelas leis de trânsito, sendo uma delas a utilização de cadeirinha no banco de trás do carro para crianças até os 10 anos.

Agora, daremos algumas dicas para não sermos alvos de assaltos a carros e como agir caso sejamos, principalmente quando estamos a sós com nossos filhos, pois acabamos sendo mais devagar e nos distraindo com eles também:

  • Antes de colocar seu filho na cadeirinha dentro do carro, olhe ao redor e verifique se você está sendo vigiado ou seguido. Se desconfiar de algo, passe direto pelo carro e busque um local seguro;
  • Prefira estacionar em lugares movimentados, dentro de shoppings ou estacionamentos pagos (isso pode minimizar a vulnerabilidade);
  • Não esqueça de travar as portas do carro (principalmente as de trás, se o carro for de quatro portas);
  • Não fique esperando dentro do carro, estacione e vá para o local de onde seu filho sairá;
  • Mantenha o foco no trânsito enquanto estiver dirigindo, não utilize telefone celular pois faz você perder a concentração e te deixa mais vulnerável a uma abordagem, principalmente em sinais fechados;
  • Em caso de assalto, não reaja em hipótese alguma. Você poderá ser atingido caso o assaltante se sinta ameaçado com sua reação;
  • Todo movimento que fizer avise ao assaltante, “vou tirar o cinto de segurança”, “vou tirar meu filho da cadeirinha que está no banco de trás”, assim você não irá surpreendê-lo e o deixará menos tenso;
  • Não encare o assaltante com olhar desafiador;
  • Obedeça as ordens do assaltante sem contestar, ao questionar você irá irritá-lo;
  • Fique calmo (sei que essa parte é a mais difícil) mas pode salvar a sua vida e de seu filho.

Eu realmente espero ter te ajudado com essas dicas, em relação a essa situação tão ruim a que estamos expostos diariamente. Infelizmente elas ainda são necessárias para nossa segurança e a de nossos filhos no trânsito.

Fonte:
For Mães
Sempre Família
G1
Vias Seguras

Foto:
KissMeMom

Um Comentário:

  1. Gostei bastante do texto! Ajuda muito. O mundo está muito cruel.
    Sempre que saia sozinha antes de ter minha filha parava em qualquer lugar. Agora so em estacionamentos pagos.
    Procuro sempre sair acompanhada e a pessoa vai atrás com ela. Tem dia claro que não dá rsrs
    Uma dica que li um tempo atrás é colocar o adesivo de bebê a bordo. Claro que sem o nome da criança. Dizem que isso “afasta” os assaltantes justamente pq nao querem dor de cabeça com criança.

Dê a sua opinião: