O Sono do Bebê de 6 a 15 Meses

Oi minha amiga, tudo bem? Muito bom estar aqui de novo conversando com você sobre o SONO DO BEBÊ, assunto que estudo há 10 anos e ao qual me dedico exclusivamente há algum tempinho já.
Além de ter em meus 3 “anjinhos”, os melhores professores e incentivadores para que eu buscasse tanta informação e encontrasse as  respostas que eu tanto precisava.
E aqui estou eu hoje, uma consultora de sono, dividindo com você um pouquinho do que aprendo durante a minha jornada.

O assunto hoje, na verdade, é uma continuação do post passado: vamos conversar um pouquinho sobre o sono do bebê de 6 a 15 meses. Vem comigo?
Essa é SEM DÚVIDA NENHUMA, A PIOR FASE DO SONO DO BEBÊ!! Socorroo!
Passamos pela crise dos 6 meses, pela Crise dos 9 meses, pelos dentinhos e doencinhas que começam a acontecer nessa época, a introdução alimentar, a volta da mamãe ao trabalho, grandes e importantes aprendizados e aquisições motoras dos bebês como o aprender a se sentar, bater palmas, engatinhar, andar, as primeiras palavrinhas….(são conhecidos como os marcos do desenvolvimento).

Saiba sobre o sono do bebê de 0 a 6 meses.

Minha amiga, esses ingredientes acima são praticamente explosivos para o sono dos nossos bebês! E a má notícia é que NINGUÉM ESCAPA DELES, sabe por quê? Porquê eles são naturais e fisiológicos.
O quê fazer então Lígia? Surtar e aceitar? Como passar por esses meses sem enlouquecer, brigar com o marido, abandonar o emprego ou virar uma personagem zumbi do “The Walking Dead”?
Do que adianta saber disso tudo, se “é assim mesmo”?
Será? Vou te contar no final a importância dessa consciência e dessas respostas aí, para a sua vida de mãe.



Então calma… respira e continua lendo até o final 😉.
Vou dividir por fases, só para ficar mais fácil e didático, ok?
Lembra que essas “fases” são uma média e que, nem sempre o SEU BEBÊ segue essa média. Então, amplie um pouco seu olhar: considere sempre umas 2-3 semanas  antes, 2-3 semanas depois da idade do seu bebê.

1-A CRISE DOS 6 MESES
O que acontece nessa fase?
MUUITA COISA!! Vamos lá:

Introdução alimentar = distanciamento do seio da mãe. Mesmo que seu bebê ainda continue a mamar no peito, será menos. O colo será trocado pela cadeira de alimentação, o seio pela colher, o alimento líquido pelos pastosos ou pedacinhos macios. Sabores, texturas e temperaturas variados. E ainda tem o intestino aprendendo a lidar com toda essa novidade.

A volta da mamãe ao trabalho: Nessa fase, a grande maioria das mamães que trabalham fora, precisam voltar a trabalhar (algumas conseguem estender até os 9 meses, dependendo da situação).  Bom, essa separação da mãe e, a consequente mudança dos cuidadores durante esse período, já explicam muito desse momento muito difícil para os bebês.

A entrada no berçário: Por opção, muitas mães colocam seus bebês no berçário quando voltam ao trabalho e essa também é uma mudança e tanto para o bebê: de cuidadores, de ambiente, de hábitos e rotinas de sono, banho,alimentação.

A queda natural da imunidade: Por volta dessa fase, existe uma queda natural dos anticorpos do bebê o que provoca o início das doencinhas, viroses, febres, diarreias, mal-estares…

– Com 26 semanas temos ao mesmo tempo um pico de crescimento e um salto de desenvolvimento, que costumam alterar muito o comportamento e o sono dos bebês.
Você sabe o que são eles?
Vou te explicar bem rapidinho:
Os picos de crescimento são fases em que o seu bebê “estica” sabe? Eles crescem mais, por isso sentem mais fome, o que acaba mudando o padrão de alimentação e sono deles. Costumam ser “rápidos” e durar entre 3-5 dias, em média.
os Saltos de Desenvolvimento são períodos em que o seu bebê adquire alguma (ou algumas) habilidades motoras, ou seja aprende coisas muito importantes e interessantes para ele como por exemplo: rolar, sentar, bater palmas, se arrastar, engatinhar, andar apoiado, andar de fato, balbuciar as primeiras palavrinhas, correr, pular, etc.

O que acontece é que o bebê fica muito empolgado quando está aprendendo alguma dessas habilidades e então, fisicamente ele fica excitado, neurologicamente falando, sabe? É como se não conseguisse desligar, ou relaxar para adormecer, ou para aprofundar o sono. E quando adormece, acorda a cada ciclo de sono, ou seja, de hora em hora, basicamente.

Os Saltos de Desenvolvimento costumam durar entre 7-10 dias, e vão embora sem maiores consequências a não ser que… por desespero e/ou cansaço, a gente introduza, (sem perceber, sem saber, sem pensar), hábitos nocivos associados ao sono e à alimentação dos nossos pequenos. Vamos falar disso já já.

 

2-A ANGÚSTA (regressão/ pico/ furacão/terremoto) DOS 9 MESES
Nessa fase, minha doce e exausta amiga, é que o bicho pega feio!! Aqui temos uma combinação mais explosiva ainda!!! Sim, é pior que os 6 meses.

São os vilões:
um pico de desenvolvimento muito longo na 37° semana (oito meses e meio).
a angústia da separação.

E mais aqueles que citei acima, nos 6 meses, como doencinhas frequentes, o nascimento dos dentes e mudanças significativas na rotina.
O grande complicador aqui, é a famosa e temida “Angústia da Separação”, que resumidamente é o momento em que o bebê entende, de fato, que é um ser separado da sua mãe. E isso para ele/ela é desesperador e angustiante, já que a mãe representa a vida para ele! Representa acolhimento, alimento, amor, cuidado, efim… tudo o que somos para eles.
Então imagina que o pico de desenvolvimento faz com que o bebê brigue para dormir durante o dia, já que ele tem muitas atividades mais interessantes para fazer.
Ela desperta várias vezes na madrugada, porque está estimulado e excitado com as novas habilidades que está adquirindo.
E aí, por causa da angústia da separação, ele/ela precisam ou requisitam a presença da mãe para voltar a adormecer. E isso acontece MUITAS vezes na noite!

A notícia ruim é que essa fase costuma durar 6 longas e intermináveis semanas.
A notícia boa é que, se o seu bebê já tinha um esquema de rotina alimentar e de sono organizadas, quando a tempestade passa, quase tudo volta para o lugar.

Sim, QUASE TUDO. Porque de cada pico e fases difíceis, os bebês saem diferentes e exigem algumas pequenas alterações na antiga rotina.
Nessa fase mesmo, muitos já perdem a 3° soneca, aquela do final da tarde sabe? E preciam ir para a cama mais cedo, por volta das 19-19:30h. Essa alteração pode resultar num bebê acordado já para iniciar o dia ás 5:30 da manhã (!!!).
É minha amiga, são 10 h de sono noturno em média, com essa idade.

“E se eu deixá-lo fazer uma soneca ás 19:00h e deixá-lo dormir de fato mais tarde, Lígia?”
Ok, você pode tentar mas… via de regra o que acontece é: esse mais tarde vira MUITO TARDE, até que o bebê entre em efeito vulcânico, brigue muito para adormecer, e tenha um sono MUITO PICADO NA MADRUGADA.
Então, “mamãe panda”, eu não recomendo esse esquema não! Mas vale tentar, se na SUA ROTINA esse esquema de dormir ás 19h e despertar ás 5h for muito surreal.

As dicas que eu dou para esses períodos turbulentos e exaustivos:
– Tente não perder o que já adquiriu. Por exemplo, se o seu bebê já tinha uma rotina certinha estabelecida, tente não se entregar ao caos, lute por ela com alguma flexibilidade e jogo de cintura.
– SOBREVIVA !! Normalmente as mamães me procuram nesses períodos por terem chegado e ultrapassado os seus próprios limites e querem/precisam de mudanças urgentes no sono do bebê. E eu preciso dizer que, infelizmente, nesses momentos os nossos avanços são mínimos.

Conseguimos fazer trabalhos mais periféricos do tipo:
-Pegar firme na alimentação
-Fixar alguns horários como os das principais refeições, os horários de despertar e de adormecer.
-Tentar introduzir uma naninha, ou objeto/bichinho de transição, para que o bebê não se sinta tão “sozinho”.
-Cuidar do ambiente em que o  bebê dorme e assegurar que ele esteja seguro, calmo, na penumbra e sem estímulos visuais.
-Abolir tv, celulares e ipads após as 18 horas. São um veneno estimulante para o sistema nervoso dos bebês (e do nosso também, verdade seja dita).

Essa não é a hora de ensiná-lo a dormir fora do colo, por exemplo, ou de tirar o hábito da sucção associado ao sono.

O humor e o comportamento do bebê , nessa fase, estão comprometidos como um todo. A gente percebe isso. Tudo é motivo para briga: trocar de roupa, por o cinto na cadeirinha do carro, tomar o suplemento vitamínico e remédios… e muitas vezes, o comer e o dormir também entram nessa briga.

Não caia na tentação de regredir a introdução alimentar do seu bebê, de fazer livre demanda na madrugada.

Essas e outras estratégias podem até parecer que resolvem ali, no momento do desespero, mas a verdade é que quando a crise dos 9 meses passar (sim, acredite! Ela vai passar!) esses hábitos e estragos vão ficar aí, agarrados na sua rotina e hábitos do seu bebê.

E quanto maiorezinhos eles vão ficando, mais difícil se torna a mudança de hábitos. É sofrido para eles e para a gente.



3-DOS 10 AOS 15 MESES.
Essa nova fase, dos 10 aos 15 meses segue assim: 1 soneca de tarde, e sono noturno de 10-12 horas.

As próximas mudanças importantes acontecerão por volta dos 14-15 meses. Até lá dá para tomar um fôlego!!

Um alerta importante: converse com seu pediatra e descarte completamente problemas físicos que podem estar comprometendo o sono do seu bebê. Por exemplo: refluxo, APLV, dificuldades respiratórias, algum distúrbio neurológico.

A parte comportamental, que é onde eu atuo e o que eu ensino para as minhas alunas, é fundamental em todos os casos, mas quando existe algum problema orgânico, ele precisa ser tratado e resolvido por um profissional capacitado, combinado?

E aqui vai aquela resposta que fiquei te devendo no começo do post: “Se é um processo fisiológico que causa a maioria desses problemas e distúrbios do sono, eu não posso fazer nada?” Minha cara amiga, com a minha experiência e contato com MILHARES de mamães eu te digo sem medo de errar:
É muito difícil SIM para TODAS, mas os bebês que já tinham uma rotina estabelecida, uma mamãe informada e fortalecida, têm onde se segurar quando o terremoto chega. E por já terem feito algum esforço antes, quando a crise vai embora, essas mamães e seus bebês conseguem por a casa em ordem mais rápido e com menos dor e sofrimento.

Então, meu conselho é: Comece o quanto ANTES estabelecer uma rotina saudável para o seu bebê. Quando? Aos 3 meses de vida já conseguimos começar.

Ufa!! Ás vezes eu olho para trás, o que eu vivi com meu 1°filho nessa fase e penso: “como eu aguentei?” . Eu olho para as minhas alunas e a vontade que eu tenho é pegá-las no colo para que descansem, durmam e se sintam acolhidas e compreendidas …
Então mamãe, se você está passando por isso, acredite no que vou te dizer agora: “A CULPA NÃO É SUA!”
Vai passar? VAI… Mas não sozinho, não sem algumas mudanças, não sem muito trabalho.
Desperte para o que é preciso! Se fortaleça e Vai á luta! Conte comigo aí na sua jornada!

Se quiser o meu acompanhamento pertinho de você e do seu bebê, é só entrar em contato.
Será uma alegria poder te ajudar.
Bjos e até a próxima

ligia coimbra

 

Lígia Coimbra é especialista em sonos de bebês e crianças.

Visite o blog da Lígia: “Mães Comadres”,
A página no Facebook “Mães Comadres”,
Canal do Youtube e Instagram.
E conheça também o “Recém-Mamãe Sono”– muito mais que uma consultoria.

 

 

27 comentários

  1. Deyse comentou

    Lendo a matéria vejo o quanto errei com meu bebê.Tô tão triste com tudo isso,muito decepcionada comigo mesma como mãe.Meu filho tem 01 e 01 mês.Nunca teve nenhuma rotina. Sempre dormido e acordou a hora que quiz,mamava até semana passada a livre demanda.Esta com anemia por não comer e Agora estou te tanto estabelecer regras e horários mas to quase desistindo de tão difícil que vem sendo.Espero muitooo conseguir espero ter paciência e sabedoria pra fazer o certo.Mas ainda to perdida qto ao horário dele dormir e não sei como tirar as mamadas da noite q são de hora em hora.Estou esgotada e sem paciência.😢

    1. Thaís Cardoso respondeu Deyse

      Não fique decepcionada consigo mesma. Que mãe sabe tudo desde o início? Que mãe faz tudo certinho? Eu errei várias coisas e foi bem difícil de consertar, mas calma que dá. Respira fundo, uma boa dose de paciência e mãos a obra. Bjs. Thata

  2. Catalina comentou

    Estar informada sempre ajuda! Compartilhar saberes e vivências com os pares reconforta e fortalece! Vamos, que vamos!!

    1. Ligia respondeu Catalina

      Oi Deyse!
      Não se sinta assim . Vc fez o que acreditou ser o melhor , tenho certeza!
      O importante é que agora vc se fortaleça e defina o seu novo caminho. Bjo grande 😘

  3. Denise comentou

    Estou passando exatamente por essa fase, meu bb completa 9 meses amanhã, vinha dormindo super bem, mas essa semana começou com vários dispertares noturnos! Mto obrigada pela informação, de coração! Me sinto bem melhor agora! Mas me resta uma dúvida, o meu qdo acorda faz escândalo, até voltar a dormir. Fico o tempo td com ele no colo, fazendo carinho, até ninando, mas ele esperneia e se debate até voltar a dormir. Isso tbm é normal?

  4. Beatriz comentou

    Olá Thaís, tudo bem? Passei por todas essas fases e ainda estou passando. Estou exaurida. Mas, minha bebê possui alguma rotina. Porém, a mais ou menos um mês a levei para dormir comigo. Não aguentei. Na verdade a coloquei um colchão do lado da minha cama e às vezes deito com ela às vezes volto pra minha cama. Fiz isso pq era coloca-la no berço e acordar e um acorda acorda sem fim a noite toda. Diminuiu um pouco, muito pouco os despertares… tem dias que são melhores… mas, sempre quando acorda quer mamar. Fiz errado?

    1. Thaís Cardoso respondeu Beatriz

      Beatriz, eu não gosto dessa palavra “errado” na maternidade. Não existe um certo e um errado. Mas se você tem medo que isso interfira no sono do seu bebê, acretido que Ligia, que é consultora de sono, seja a melhor pessoa para falar sobre isso.

    2. Ligia respondeu Beatriz

      Oi Beatriz, como a Thais disse, não tem “certo/ errado”, no meu ponto de vista. Existem sim escolhas e consequências. E também algumas estratégias que surtem mais efeito que outras… não vejo problema nem da sua bebê dormir no seu quarto ( co-sleeping) , nem em cama compartilhada com você ( as duas no colchão). O que acontece é que , no seu caso não melhoraram os despertares não é? Repense a livre demanda na madrugada.
      Tem um vídeo no meu canal do YouTube em que falo sobre isso. Espere sua filha sair da fase mais aguda da regressão, tome um fôlego e vai em frente ! Bjos

  5. Beatriz comentou

    Ela tem rotina a noite pra dormir… dou banho diminuo as atividades, apago as luzes e ela dorme mamando. Durante o dia os horários de alimentação são os mesmos. Mas minha maior preocupação é a amamentação noturna. Ela nunca dormiu uma noite toda e sempre mamou de madrugada entre uma duas vezes antes dessa loucura toda que começou bem antes dos 6 meses. As vezes ela não mamava quando acordava mas, agora mama sempre.

  6. Camila comentou

    Meu bebe dorme muito mal a noite, ele tem 10 meses, e ainda tem colica, acredito que seje isso é tenho esperança que vai passar. Mas estou acabada de canseira. Será que faço alguma coisa errado?

  7. Ligia comentou

    Oi Denise ! Muitas vezes eles sentem uma irritação tão grande que até dói sabe? Por causa do sono, da dificuldade em voltar a dormir, entre outros motivos. A Regressão dos 9 meses não altera só o sono, altera o comportamento dos bebês como um todo!!vai lá no meu blog que tem um artigo bem completo falando sobre essa fase.
    Obrigada pelo seu carinho
    Bjos

  8. Marcela comentou

    Como assim “não cair na tentação de fazer livre demanda de noite?” Até onde estudei, desmame noturno só deve ser feito após 1 ano de idade.

  9. CAROLINE comentou

    Meu bebê tem sete meses, e nunca dormiu uma noite toda, acordava a cada 3/4 horas. De um mês pra cá tem acordado a cada uma hora e meia e só se acalma no peito, as vezes consigo fazer eles dormir no colo sem dar o peito. Ele não sabe pegar no sono sozinho, não sei mais o que fazer….

  10. marizete comentou

    Tenho um bebê de 11 meses e desde os quatro meses coloquei uma rotina pra dormir que era trocar a última fralda e dar a última mamadeira por volta das 21:00 h então ja virou um relógio quando faço essa duas coisas rapidinho ele dorme e olha que ele tem duas sonecas uma da manhã antes do almoço e uma do final da tarde.
    Eu faço uso da cama compartilhada e não consigo dormir totalmente pois ele se vira muito na cama e tenho medo de pegar no sono profundo e ele cair da cama então o meu sono continua meio conturbado.
    Mais a rotina caiu muito bem pq quando chega perto do horário de dormir ele já começa a bocejar e dar sinais de que ta com sono.

  11. Aí..estou sofrendo voltei a trabalhar a 4 meses, aparti daí minha filha dorme a noite inteira no peito.. estou desesperada .não sei o que fazer para tirar

  12. Simone comentou

    Olá. Minha tem cinco meses. Ela acorda somente uma vez na madrugada pra mamar. Como faço. Pra desmama-la ?
    Gostaria q ela dormisse a noite toda

  13. Oi meu bebe tem 11 meses e não consigo fazer com que ele pegue mamadeira de jeito nenhum,comer papinha quase nunca de vez em quando como uma fruta na hora da papinha é um choreiro só estou desesperada o que eu posso fazer para melhorar isso

  14. Cristiane Miranda comentou

    Meu bebê completou 10 meses semana passada. E está na fase da crise dos 9… Mas não tão intenso quanto o que foi descrito. Acredito que seja pela rotina que estabeleci desde os primeiros dias de vida. Brinco bastante pra cansar mesmo perto da hora de dar o banho da noite. Depois é banho, peito e berço. Dorme a noite toda. Por volta das 22:30. As vezes acorda de madrugada. Mas geralmente umas 6:30 apenas que acorda. Estabeleci este horário pq era o q estava funcionando pro sono dele. Mas agora já estou fazendo um pouco mais cedo pq ele demonstra querer dormir antes… Tive um pouco de dificuldade pra introduzir a alimentação. Mas de umas duas semanas pra cá tá comendo muito bem. O pediatra dele sempre diz: “O importante é não desistir e insistir na alimentação. Nem que seja só um pouquinho pra ele ir acostumando.” E foi o q fiz e deu suprr certo. Forças as mamães e um beijão… Adorei o texto 😍☺😊

  15. Oi Lygia, meu bebê tem 1ano e 4 meses… Sabe ele sempre teve horário pra dormir, desde de novinho… Com que ele ia crescendo eu ia adotando os horários conforme a rotina dele, por exemplo, quando ele era bb de colo, dormia mais durante o dia, com o passar dos meses, conforme ele ia conhecendo suas habilidades, ele dorme menos de dia… Brinca mais durante o dia, mas dorme cedinho a noite, 21hs. Às vezes ele tem um sino bem tranquilo a noite, outras vezes fica choramingando… Mas eu não sei muito o porquê do choro…

  16. Marilia comentou

    Desesperada, cansada, angustiada…. meu bebê tem 8 meses e acorda a noite toda, estabeleci uma rotina durante o dia, mais mesmo assim, nada funciona. Toda vez q acorda pede teta, e eu no desespero de voltar a dormir, acabo cedendo. Parece q tudo piorou de vez quando voltei a trabalhar, ele estava com quase 7 meses, estou um zumbi e muito desanimada, sinto q nunca vai melhorar.

  17. Hanna Rodrigues comentou

    Cansada, de rastos. Nunca consegui estabelecer uma rotina a minha filha ela faz domingo 15 meses e quando está comigo não come nada a não ser maminha, dormir?! Não sei o que é desde que ela nasceu acorda de 2h/2h. Ja pensei em desmamar ela mas adoro nosso momento. Não sei mesmo o que fazer

    1. Thaís Cardoso respondeu Hanna Rodrigues

      Hanna, já pensou no desmame NOTURNO? Aqui em casa funcionou. Tem um texto muito legal aqui no blog sobre desmame noturno.

  18. KATIA FARIA comentou

    Olá
    Minha bebê completará 11 meses no próximo sábado, quanto tinha seus 3 a 6 meses dormia a noite toda, das 23h às 8h, no mini berço em nosso quarto.
    Aos 6 meses mudou para o quarto dela e iniciou a escolinha , hoje em dia dorme bem mais cedo devido a escolinha, por volta das 20h30 no máximo já está bem cansadinha e quer dormir, porém acorda de 1h em 1h até meia noite e dou mama no peito, e depois acorda 2 ou 3 da manhã, também dorme logo que pega no peito e por volta das 5:30. Sei que estou errando, mas gostaria de saber estratégias para melhorar a noite de sono dela e a minha.

  19. Beatriz comentou

    Olá!! Meu bebê tem quatro meses e consegui estabelecer uma rotina com ritual do sono faz 1 mês aproximadamente. Ele dorme as 19:00, às 22:30 eu pego ele e dou um mama com ele dormindo mesmo, geralmente, ele dorme até as 06:40. A minha dúvida é: essa mamada as 22:30 é considerada um mau hábito para o sono dele? Pode prejudicar mais tarde a noite de sono contínua dele?

  20. Natasha comentou

    Oi, Tudo bem? Meu filho tem 1 ano e 4 meses e nao dorme a noite toda de jeito nenhum, quer mamar umas 3 vezes e ainda acorda super cedo.. nao sei o que faço mais..

  21. Carolina comentou

    Me explica, por favor, como não dar o peito em livre demanda a noite e manter os níveis de prolactina de acordo com a necessidade do bebê? Grata

  22. Jessica Pereira comentou

    Vendo este POST e lendo todos os comentários, penso que meu bebê e anormal. Ele tem 6 meses e nunca me deu esse trabalho todo pra dormir não. Ele dorme por volta das 19:30hs e acorda somente as 5:30 mama e dorme de novo até umas 7hs depois dorme de novo as 10hs é só acorda na hora do papa que é 12hs aí quando dá umas 14hs ele dorme de novo é só acorda lá pelas 16:30 e pronto. Eu consigo descansar e fazer tudo em casa ! Tive que abrir mão de trabalhar mais fora isso nada de mais …. Acho que sou previlegiada!!!

Deixe seu comentário!