Tudo Sobre Viagem de Avião Para Grávidas

Tudo Sobre Viagem de Aviao Para GravidasVoar grávida, pode? Quais são os perigos? Que cuidados devemos ter ao viajar grávidas? Existe idade gestacional ideal para poder voar?

Para você que vai voar grávida, seja para passear ou para fazer o enxoval no exterior, eu fiz um apanhado de informações que venha acumulando esses anos de maternidade (sou mãe mas nunca deixei de ser viciada em viagens né) + pesquisas recentes e resumi em um só lugar, aqui:

 

Voar grávida, pode?
Pode, desde que a saúde esteja em dia e o seu ginecologista obstetra libere. Então antes de comprar as passagens é sempre bom ir à uma consulta e perguntar se está liberada para viajar.



Alguns pontos a considerar:
1-A viagem não deve ser feita ou deve ser evitada se a gestante apresentar dores ou sangramentos antes do embarque.

2-Viagens muito longas não devem ser feitas por gestantes que estejam esperando múltiplos (gêmeos, trigêmeos etc), com incompetência istmo-cervical ou atividade uterina aumentada.

3-Sempre conversar antes com o seu obstetra antes de viajar se você tiver: diabetes, pressão alta, sangramento ou se já teve um bebê prematuro.

 

Posso voar em qualquer idade gestacional?
O segundo trimestre da gestação (da 14 a 27 semana) costuma ser o eleito para as viagens pois a futura mamãe está mais disposta e os enjôos, geralmente, ficaram para trás. Além disso os riscos de aborto espontâneo são menores.

Antes de comprar a passagem a minha dica é: telefone para e empresa aérea, pois algumas têm restrições para grávidas que viajam com 28 semanas de gravidez ou mais. De qualquer forma o ideal é viajar até a 36 semana de gestação (ou 32 semana de gestação para grávida de múltiplos bebês)

A partir da 36 semana de gestação, a gestante precisa de declaração do médico obstetra que a acompanha pois essa declaração é pedida pelas empresas aéreas. Algumas empresas, inclusive, podem recusar a cliente por medo que entre em trabalho de parto durante o vôo.

A partir da 38 semana de gestação a gestante só pode embarcar acompanhada de seus médicos.

Grávidas de múltiplos bebês devem apresentar essa declaração a partir da 32 semana de gestação.

Não existe nenhuma restrição de viagem para a mãe no pós parto.

 

Há risco para os fetos dentro da cabine de avião?
Se está tudo bem com você e com o bebê e também o seu médico te liberou para viajar, não há com o que se preocupar.

O que pode acontecer é que a pressão do ar dentro da cabine de avião é mais baixa do que em solo, então o seu coração vai trabalhar mais para buscar mais oxigênio para você e para o seu bebê, aumentando os batimentos cardíacos e subindo a pressão arterial.

Atenção para quem tem: anemia severa, doença falciforme, tendência a ter coágulos no sangue, insuficiência placentária – nesses casos a dificuldade de se adaptar as diferenças de pressão é bem maior.

OBS: melhor evitar aviões menores e não pressurizados.

 

Dicas para ficar mais confortável na gravidez durante um vôo:
1-Tente conseguir uma cadeira perto da asa, onde é mais estável ou um assento nas primeiras fileiras, onde há mais espaço para as pernas. Também prefira um assento no corredor por causa das frequentes idas ao banheiro.

2-Se movimente o máximo que puder para facilitar a circulação sanguínea, evitando ficar sentada por muito tempo. Ao se movimentar você também evita inchaço nos pés e tornozelos e câimbras nas pernas. A cada uma hora levante-se e ande pelo avião. Outros exercícios que você pode fazer, sentada, é esticar bem as pernas e movimentar as pontas dos pés para cima e para baixo, segurando por 5 segundos em cada posição. 5 segundos com as pontas dos pés para baixo e 5 segundos com as pontas dos pés para cima. Faça 20 vezes esse movimento. Movimentos circulares com os tornozelos, rodando os pés, também ajudam. Faça nas duas direções: para direita e para a esquerda. Não esqueça de mexer os dedos dos pés para finalizar.

3-Utlize meia elásticas de compressão. Essas meias são excelentes para ajudar na circulação sanguínea e evitar varizes. Elas, associadas com os exercícios que citei acima, vão trazer bastante conforto durante o vôo. Sò cuidado para não escolher uma meia com muita compressão, pois podem acabar incomodando. Meia com compressão de leve a moderada são melhores. Dica: use a meia em casa pelo tempo de duração do vôo para sentir se a compressão incomoda ou se fica confortável.

4-Mantenha o cinto de segurança afivelado abaixo da barriga para evitar que aperte o útero e o bebê.

5-Beba bastante água, pois dentro da cabine do avião o ar é muito seco.

6-Evite cafés, chá e refrigerantes a base de cola antes e durante o vôo.

7-Escolha roupas confortáveis e fáceis de tirar assim como sapatos confortáveis.

 

Fonte:
Wikihow
Baby Center

Foto:
The Daily Star

2 Comments:

  1. Além disso eu colocaria: evite fazer check-in se estiver passando mal (eles não quiseram me deixar embarcar e eu sabia que era bem passageiro, quase que tenho que voar só no dia seguinte). E cuidar muito com o ar condicionado que é forte. Minha garganta foi afetada em apenas 1 hora de vôo e grávida sabe como é sofrido se curar depois sem poder muitos remédios. A sensação de resfriado durou uns 2 meses.

Dê a sua opinião: