Zika Vírus e Gravidez

zika virus e gravidez foto de capaOlá, meninas!
Sou Michelle, mãe da Maria Júlia, tudo bem?

Fui convidada pelas mamães tagarelas para participar do blog e poder ajudar um pouquinho, discutindo alguns assuntos com um olhar de mãe e médica obstetra. Vim para somar e, principalmente, dividir.

Poderia estar começando com um assunto um pouco mais legal. Mas, diante dos últimos acontecimentos, achamos válido, eu e as mamães tagarelas, abordarmos um pouco sobre o Zika vírus.

O Zika vírus é da mesma família dos vírus da Dengue, velha conhecida nossa, e do Chikungunya (atchim!), doença que ganhou um pouco mais de atenção nos últimos anos. Coincidência ou não, essas três viroses são transmitidas pelo mesmo vetor, aquele mosquitinho chato, que deposita seus ovos em água parada, tem hábitos diurnos e vôo baixo (cuidado com as pernas!). Adivinharam? Sim, o Aedes aegipity.


Essas três doenças, por serem “parentes”, tem sintomas muito parecidos. Os principais são febre, dores nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos.

No Zika, a febre costuma ser baixa; as dores articulares são leves; as manchas vermelhas, quando presentes, aparecem nas primeiras 24 horas; a coceira pode ser de leve a intensa e; a vermelhidão nos olhos também pode estar presente. Os sintomas, por serem brandos e durarem entre três e cinco dias, podem passar despercebidos. Grosseiramente falando, o Zika é mais brando que a Dengue e a Chikungunya.

Tabela comparativa dos virus Zika Chikungunya e Dengue

Então, se você pudesse escolher qual das três viroses teria, você escolheria a Zika?! Claro! Mas se você estiver grávida, ainda mais no primeiro trimestre de gestação, a Zika tem mostrado causar microcefalia nos fetos de mulheres acometidas pela virose. Lembrando que a Dengue, nas gestantes, tem um comportamento ainda mais agressivo do que nas não-gestantes, merecendo um acompanhamento médico e exames de sangue (hemograma, coagulograma e função hepática) bem de pertinho.

Em 01/12/2015, a Organização Mundial da Saúde e a Organização Pan Americana de Saúde reconheceram, pela primeira vez, a relação entre o surto de Zika e os casos de bebês com microcefalia, malformação que multiplicou em vinte vezes nos últimos dois anos na região Nordeste do país.

Microcefalia é um diagnóstico bem difícil! Quando, no ultrassom, medimos a cabeça do fetinho e essa medida está bem inferior àquela que deveria estar de acordo com a idade gestacional, desconfiamos de microcefalia.

A própria OMS declarou que não se pode atribuir ao Zika todos os casos de microcefalia e que não se sabe ao certo a seriedade do risco às gestantes expostas.

Pela OMS, não há menção (e nem se recomenda) o controle de natalidade. O próprio Ministério da Saúde disse que a gravidez é uma decisão pessoal de cada mulher. Ambas as instituições reforçam o cuidado com o mosquito transmissor.

Bem, então, as grávidas e todas nós, como cidadãs, vamos tentar controlar todos os focos de água parada, e, como proteção individual, usar repelente e telas nas janelas dos nossos apartamentos.

Os repelentes, após contato com a pele, formam uma nuvem de 4cm que repele o mosquito. Eles devem ser aplicados sobre a pele exposta e por cima das roupas, poupando olhos, nariz e boca. Filtros solares, maquiagem e hidratantes devem ser usados antes do repelente, ou seja, o repelente é o último produto a ser aplicado sobre a pele.

O Exposis (Icaridina) tem um tempo de ação de 10 horas. O Off e o Repelex (DEET adulto), 6 horas. Ou seja, escolha sua marca e fique atenta de quanto em quanto tempo aplicar. Lembre-se que, no verão, o suor faz com que a reaplicação seja em intervalos menores.

zika virus repelentes indicados para gestantes mamae tagarela

Se mesmo se protegendo, você estiver com sintomas sugestivos de Zika, procure uma emergência para avaliação médica. Ainda não existem sorologias para Zika (exame de sangue para saber se você está ou não com a doença), mas já existem para Dengue e Chikungunya, seus dois principais diagnósticos diferenciais. Se você estiver grávida, comunique ao seu pré-natalista o quanto antes. Se você estiver grávida no primeiro trimestre, escolha um local confiável para realizar as ultrassonografias. Diante de qualquer alteração sugestiva de microcefalia, seria interessante procurar um serviço de Medicina Fetal.

Se você programou sua gravidez para agora, não se desespere! Tome os cuidados necessários! Procure um bom médico! E não se esqueça da reposição do ácido fólico! Ah, e o repelente!
Gravidez consciente sempre!

Espero ter ajudado!
Beijos!
Até a próxima!

 

Michelle Soares Zelaquett - Ginecologista ObstetraMichelle Soares Zelaquett escreve artigos para o Mamãe Tagarela.

Michelle é médica ginecologista e obstetra.

Conheça o site da Clínica Barra Femina – RJ.

Conheça a página no Facebook da Clínica Barra Femina – RJ.

 

 

 

Dê a sua opinião: