Meu Filho (a) Não Cresce, e Agora?

Meu filho não cresce, e agora? Ela é pequenininha o que fazer?

Mia com 1 ano e 4 meses pesava 8,900kgs, ainda usava algumas roupas 9-12 meses e outras 12 meses. Eu fiquei preocupada.



Depois de muito ler sobre o assunto e conversar com a pediatra, me convenci que esse é o BIOTIPO dela.

Já ouviram falar em biotipo? Pois é. Nenhuma pessoa é igual. Algumas vão ser grandes, mais pesadas e com ossos largos. Outras vão ser pequeninas e de baixo peso e TUDO BEM.
Desde que a criança esteja dentro da curva normal de peso e do tamanho, tá tudo bem. Por isso é importante fazer o acompanhamento com a/o pediatra!

Descobrimos, pela pediatra, que a Mia é percentil 10, ou seja, 90% das meninas da idade dela são maiores do que ela.
Mesmíssima coisa se o seu filho ou filha for grande. É o biotipo. Isso a gente não escolhe. Isso a gente não muda. Só basta aceitar e ser feliz assim e vamos combinar, isso não muda nada, não muda a essência dos nossos filhos.

Se o pai e a mão são pequenos, ou até mesmo apenas um dos pais é pequeno, é normal que o filho ou filha fique pequeno. Se os pais são grandes ou somente um dos pais é alto, é normal que os filhos fiquem grandes. Isso se chama GENÉTICA. E se o seu filho ou filha está se alimentando bem, com saúde, então por que se preocupar tanto?

É claro que se essa preocupação vem martelando a sua cabeça há algum tempo, se você desconfia que tenha algo de errado, vale a pena investigar. Sempre digo que é melhor pecar pelo excesso de zelo do que pela falta dele. Mesmo que o pediatra tenha dito que está tudo bem, eu acredito que coração de mãe não se engana. Ok, pode até se enganar, mas investigue para ficar mais tranquila. Leve à um endocrinologista infantil que ele vai passar exames como radiografia, verificar níveis hormonais. Pode ser o caso do seu filho ou sua filha precisar tomar hormônio do crescimento.

Mas confie nos médicos, eles estudaram para isso. Se o pediatra e o endocrinologista disser que está tudo bem, bola para frente. O importante é os nossos filhos crescem saudáveis e felizes.
Bjs, Thata

3 comentários

  1. Gabriela comentou

    Oi Thais, muito bom post. Acho válido pesquisar, através de exames de sangue e raio x das mao e punho, se é só biotipo mesmo… pode tb ser deficiencia de DHEA e ter que tomar o hormonio do crescimento…. endocrinologistas pediatras acreditam que a idade interessante para começar a pesquisa é com 4 anos, pq até essa idade a criança pode ter um estirão de crescimento.

    1. Thaís Cardoso respondeu Gabriela

      Adorei essa dica dos 4 anos, não sabia. Quem sabe não faço uma investigação na Mia com essa idade? Até lá só me resta relaxar, não tem porque eu me preocupar antes de hora, não é mesmo?

  2. Rayane comentou

    Adorei o post!!! Minha bebê está com 11 meses, e desde os 8 meses estamos nos 68 cm! Não tanto pelo tamanho mas pelo estacionamento nesta medida tenho ficado angustiada. Coincide com o período da creche, com as inúmeras viroses, com os dentes nascendo e não querendo comer, com a ansiedade da separação e as noites muito interrompidas… a pediatra diz que ela está saudável, ganhando peso aos poucos, passamos 5 meses pra sair do 7 para os 8kg, e que ela vai crescer e vai ter um estirão quando isso acontecer que “recupera” esse tempo estagnado!!! As roupas de 3 meses cabem nela, outro dia coloquei o vestidinho que saiu da maternidade (ele não tem pesinho, é só um vestidinhos de malha) e óbvio que ele saiu da maternidade super folgado, e agora está justo, mas ainda me agustia. A possibilidade de procurar um endocrinologista foi uma luz! mas a dica de esperar até os 4 anos faz sentido… vou fazer como venho fazendo, esperar mais esse mês, e torcer para esse estirão acontecer! se não vou ao endocrino! hehehehe…

Deixe seu comentário!