Não Deixe o Bebê Chorar Até Dormir

Nao Deixe o Bebe Chorar Ate DormirImagine a cena: seu filho chorando no quarto porque não quer dormir de jeito nenhum. Vocês, pais, do lado de fora, sentados no chão escutando os gritos. O instinto materno / paterno te diz para entrar no quarto, ir até o berço e acudir o seu bebê. Mas o pediatra ou uma amiga ou um artigo que você leu na internet te recomendou que vocês deixem o bebê chorar, que ele vai acabar dormindo sozinho. O que você faz? Qualquer mãe ou pai consegue imaginar essa situação. Mas a idéia de simplesmente deixar a criança chorar até dormir não é tão simples assim. Precisamos entender todos os fatores psicológicos envolvidos nesse método.

Quando uma criança vem ao mundo, ela é completamente indefesa, vulnerável e extremamente dependente. Bebês não possuem habilidade nenhuma para fazer as coisas e precisam que seus pais ou cuidadores façam tudo por eles. Um bebê que tem alguém sempre atendendo as suas necessidades vai gradualmente desenvolvendo um senso se confiança no mundo. Esse bebê vai lentamente começar a perceber que, todas as vezes que precisar de alguma coisa, todas as vezes que chorar, ou se machucar, quando estiver com fome, ou com a fralda suja, um adulto entra em cena para resolver o problema. O bebê começa a estabelecer um vínculo de confiança, uma certeza de que seus pais vão atender a todas as suas necessidades. À medida que isso se torna recorrente, a confiança do bebê nos seus pais (e no mundo ao seu redor) se fortalece, ainda que o bebê não tenha consciência disso. Segundo a Psicologia do Desenvolvimento, bebês que desenvolvem esse sentimento de confiança cedo na vida tendem a ter mais facilidade para confiar em pessoas para o resto da vida e portanto serão adultos mais seguros de si mesmos.

Então, se considerarmos que as sementes da confiança são plantadas numa pessoa nos primeiros estágios da infância, se você ignorar o choro do bebê e não atender às suas necessidades, a semente plantada será a da falta de confiança. É assim que você quer preparar o seu filho para o mundo? Dá para entender agora porque você não deve seguir o conselho de deixar o bebê chorar até dormir?



Existe uma teoria que diz que ao atender o chamado do bebê, nós reforçamos o comportamento de choro. Mas estamos falando de um bebê! É um tanto quanto cruel deixar um bebê desamparado, não acham? Eu não consigo imaginar alguém deixando o bebê sozinho chorando por horas. Ele precisa da mãe, ele precisa do peito, ele precisa se sentir seguro. Quando você entra no quarto para atender os chamados do seu filho, você vai passar a ele a mensagem de que o mundo é um lugar seguro, vai estabelecer um vínculo forte de confiança entre você e ele, além de ajudá-lo a desenvolver confiança no mundo ao seu redor.

Se você ainda tem qualquer dúvida, sugiro que faça uma reflexão: quais são seus objetivos na maternagem/paternagem? Como você gostaria de criar os seus filhos? O seu objetivo é meramente fazer seu bebê parar de chorar ou criar uma criança bem ajustada ao mundo? Eu tenho certeza de que você quer fazer o melhor pelo seu filho, custe o que custar.

Nós defendemos que é muito mais importante criar filhos de maneira saudável e adaptativa, estimulando sua criatividade e livre pensamento, sem condicionar a criança, sem rotular, sem limitar nem podar seu potencial. Acreditamos na criação com apego, com muita conversa, compreensão, respeito e com muito contato físico – colo, abraços, beijos. Por isso mesmo defendemos que, se você quer criar uma criança bem ajustada para o mundo e que não tenha dificuldades de estabelecer vínculos de confiança, então você não deve deixa-la chorar até dormir. Você deve atender aos chamados do seu bebê, tantas vezes quantas forem necessárias. Fazendo isso você mostrará a ele que você está e estará sempre presente e pronta para ajudá-lo no que for preciso.

Fonte: Huffington Post
Imagem: Women’s Health

7 Comments:

  1. Qual sua sugestão pra ensinar o baby a dormir sozinho?

  2. Boa noite,
    Primeiramente gostaria de dizer que gostei muito do site, mas gostaria de saber se chegou a procurar algum estudo a respeito do que escreveu sobre os efeitos psicológicos.
    O livro Nana nenê é baseado em estudos científicos e apoia “deixar o bebê chorando”.. Porém de forma controlada, mostrando a presença dos pais de tempos em tempos.
    E qual seria a sua sugestão então para país que estão meses sem dormir pois o bebê só dorme no colo ou no peito? Acredito que só quem teve um bebê que não dormia bem de verdade consegue entender a situação.. Acho difícil dar o melhor de mim como mãe quando estou beirando a exaustão. Mas respeito sua opinião, só não acho legal falar em efeitos psicológicos se for só um achismo e não baseado em estudos comprovados.
    Beijos!

    • Thata Tagarela

      Ola Karine. Obrigada pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado. Eu não curto o livro Nana Nene. Minha filha so dorme no peito. Meu filho de 3 anos acorda varias madrugadas (noite passada acordou 2x). Eu estou bem cansada, meu marido esta bem cansado (ele levanta tanto quanto eu). O que me ajuda é amamentar dormindo (cama compartilhada). Mas um dia isso vai passar. Deixar o bebe chorando ate dormir tras maleficios. Várias revistas e sites confiaveis ja falaram disso, em português em inglês. Uma busca no google comprova isso. Vou deixar alguns links para você. Boa leitura. bjs

      http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI136325-15161,00.html
      http://www.cientistaqueviroumae.com.br/blog/textos/por-que-deixar-chorar-ate-que-se-durma-realmente-funciona-ou-ceus-pari-o-darth-vader –> esse é muito legal. conta da experiencia da mãe que tentou o treinamento de deuxar chorar ate dormir
      http://www.alternative-mama.com/8-reasons-to-avoid-sleep-training-your-baby/
      http://www.parenting.com/blogs/show-and-tell/sasha-parentingcom/psychologist-crying-it-out-damages-baby-s-brain –> danos no bebê

      Por fim, recomendo a leitura também de Carlos González e a Laura Gutman.

      Enfim, você vai achar artigos defendendo ou não o método de deixar dormir. Eu não acho legal e acredito nos danos psicologicos (que estão no ultimo link). Eu não arrisco com os meus filhos, mas vai de cada um tomar a sua própria decisão, desde que seja uma decisão bem informada. Mães são diferentes umas das outras, Karine, isso que é lindo no maternar. Se você se sentir bem com a sua decisão, achar que é o certo, então é o que importa. Um bj. Thata

    • Bom dia, Karine e Thata. Me perdoe por chegar de mansinho, mas antes de tudo quero agradecer o empenho de vocês como mães, afinal, o mundo só pode ser melhor com pessoas que amam seus filhos.

      Achei bastante interessante o assunto, busquei algumas referências nos primeiros meses da Sol e juntei com minha experiência de “pãe”:

      O rodízio entre o casal para cuidar da criança é importante, como você mesma diz, reforça o vínculo afetivo, mas acredito também que tudo na vida deva ser moderado. Concordo com a Karine Homes – “Mães e pais precisam descansar”, até porque a gente precisa trabalhar, poucos têm o privilégio de se dedicar exclusivamente ao bebê.

      Sobre o livro Nana Nenê, ainda não o li, mas vi algumas matérias também da revista Crescer e uma delas: https://goo.gl/o39o3x , ajuda os pais identificarem o choro para que não vivam em desespero e possam descansar.

      Outro assunto delicado é a amamentação na cama! Há pediatras que não condenam e outros que aceitam. Eu condeno!

      A mãe da nossa filha e eu fomos contra a recomendação médica nos primeiros meses e acabamos tendo que fazer o teste do líquor. Foi horrível pra nós saber que ela teria que colher a amostra entre as vértebras, mas tivemos que deixar. Finalmente a meningite foi descartada, mas veio a notícia que deveríamos passar outras noites no hospital por conta da internação.

      Além de tudo isso, penso que em muitos casos o bebê possa ser mais tranquilo após o nascimento, se o pai der apoio à mãe, se a mãe estiver segura, se houver boa dieta…

      Minha filha chorou e gritou muito durante meses, mas o problema dela era refluxo. Lembro-me de uma noite que ela chorou 15 horas seguidas.

      Grande abraço a vocês. Gratidão mais uma vez por participar.

  3. Leticia Guimaraes

    Ótimo texto, tenho um filho de 9 anos que dormiu na mesma cama que eu até os 4 anos e quando passou a dormir no seu quarto sozinho só pegava no sono quando eu deitava na cama com ele, resultado eu dormia metade da noite com ele e a outra metade na minha cama.
    E hoje tenho um bebê de 3 meses estou começando a deixar ele no berço agora mesmo ele acordando a cada 3 horas para mamar, procuro ficar atenta a babá eletronica para não deixar ele chorar, pois acredito que ele se sentirá mais seguro quando ele acordar e me ver ao lado dele sem ele precisar entrar em um choro desesperador, pois pior que ficar noites claro é ter um bebê chorando desesperadamente ao seu lado.
    Ótimo texto esse, cada mãe tem uma técnica e um pensamento e isso é ótimo pois uma sempre consegue ajudar a outra com experiências e conselhos.

  4. Ola, Tata,

    Gostei mto do texto, venho fazendo leituras e tentamos seguir ao máximo a criação com apego, fazemos cama compartilhada, etc.
    Até pq pra mim nao ha nada mais prazeroso que se apegar a nossa cria e ela a gente. A natureza é sábia, pena que a gente tenha feito o mundo tão distante dela… Aí que vem o porém, apesar disso vivemos nesse mundo, pois não há outro, ao menos por enquanto (sendo otimista!). Minha bebe tem um ano e tres meses e o seu sono noturno só tem piorado. Estou cansada, gostaria que ela diminuisse a frenquencia das mamadas, mas nao gostaria que fosse deixando-a chorar. O que você recomenda? Com o tempo isso passa e devemos ter paciencia? há alguma leitura ou tecnica que me ajude a refletir sobre isso?
    Fico grata por nao estar nesse caminho sozinha!
    Imensamente agradecida,
    Monica

Dê a sua opinião: