Paternidade – A Vida Antes e Depois de Ser Pai

Paternidade - A vida antes e depois de ser paiHoje é o aniversário de 3 anos do Eric, o nosso mais velho. 3 anos que passaram de forma assustadoramente rápida! Tenho certeza de que todos os pais se sentem mais ou menos assim quando vêem seus filhos crescendo. Parece que foi ontem que ele nasceu… Outro dia me peguei pensando: quanta coisa mudou nesses 3 anos! Não estou falando só dele, em como ele se tornou esse meninão carinhoso, tagarela, que adora números e livros, comilão e nervosinho. Estou falando de como a nossa vida de adultos mudou. A verdade é que é até difícil lembrar de como era a vida sem filhos e de lembrar como era não ser pai. Mas vou listar aqui as mudanças principais, comparando a vida antes e depois de ser pai.

– Tempo:

Provavelmente a coisa que mais mudou de 3 anos para cá foi o fator tempo. Antes de ser pai, eu achava que não tinha tempo para nada. Ledo engano. A gente só descobre o que é não ter tempo depois que os filhos nascem. Crianças demandam um tempo grandioso. Tarefas simples como se arrumar para sair de casa ou preparar o jantar podem levar o dobro do tempo quando há crianças por perto. A verdade é que casais sem filhos têm tempo de sobra, só não se dão conta disso. Enquanto isso, pais com filhos costumam dedicar qualquer tempo livre a realizar atividades com as crianças.



– Gastos e Compras:

Antes de sermos pais, nosso orçamento é todo dedicado a sustentar a vida do casal e gastamos nosso dinheiro conosco. Depois de termos filhos, os gastos passam a ser para eles. Tudo começa no enxoval: roupas, fraldas, pomadas, carrinho, bebê conforto, banheira, canguru, cadeira de alimentação, berço, brinquedos etc. Mas os gastos não param por aí. Além das roupas que precisamos comprar constantemente porque eles crescem muito rápido, há vários outros gastos: plano de saúde, um apartamento maior, um carro maior, creche, escolinha, brinquedos, festinhas, fraldas e mais fraldas, visitas ao pediatra, remédios, vitaminas etc.

– Senso de responsabilidade:

Depois que nos tornamos pais, somos tomados por um enorme senso de responsabilidade. Nós colocamos pessoas nesse mundo, agora é nossa responsabilidade criá-las da melhor forma possível e educa-las para serem pessoas de bem. As crianças que eu e você criamos hoje serão as pessoas que vão cuidar do nosso planeta daqui a 30 anos.

– Lazer:

Antes de ter filhos nós fazemos o que nos agrada diretamente: cinema, teatro, bar, restaurante etc. Depois de ter filhos, a prioridade passa a ser entreter os pequenos: parquinho, fazendinha, cinema matinê, passeios no parque, piquenique etc. Ser pai e mãe significa se dedicar totalmente aos filhos em todos os momentos. E quer saber? Ver as crianças se divertindo no parquinho é tão gostoso e gratificante quanto os programas de lazer de antigamente.

– Viagens:

Antes de termos filhos, eu e a Thata costumávamos fazer viagens com o objetivo de conhecer o máximo possível em cada dia. Montávamos um roteiro do que era interessante visitar e devorávamos os guias de viagem. Acordávamos cedo todos os dias pra bater perna e nossa alimentação era geralmente um lanche durante o dia para não perder tempo sentado em restaurante. Depois de termos filhos, o ritmo de viagem teve que mudar totalmente. Criança precisa de estrutura e sair com elas do hotel leva tempo. Não adianta programar uma viagem frenética para conhecer tudo, agora nós fazemos tudo em um ritmo mais calmo e relaxante, sem ficar correndo de um lugar para o outro.

– Amor:

Antes de ter filhos, nós conhecemos o amor-respeito pelo nossos pais e avós. Nós conhecemos o amor-paixão pelas nossas cara metades. Nós conhecemos o amor-amizade pelos nossos irmãos e amigos. Mas só depois de termos filhos que passamos a conhecer uma nova forma de amor. Um amor que não cabe dentro de nós e que continua crescendo constantemente. Amar alguém mais do que se ama a si próprio é algo enlouquecedor. É um amor que nos completa e nos enche de felicidade.

Eric, meu filho, obrigado por tudo o que você me ensinou. Com você, aprendi que gestos são maiores do que palavras. A cada abraço, a cada beijo, a cada olhar, a cada sorriso eu me sinto querido por você. Perdoe-me pelos meus erros e tropeços. Ser pai não é fácil. Assim como você, eu também estou aprendendo e errar faz parte desse aprendizado. Você foi aquele que me transformou em um pai. No início, um pai inseguro e um pouco estabanado, mas desde o primeiro dia um pai que fez questão de participar de cada momento do seu crescimento e comemorar cada marco como se fosse um gol de final de Copa do Mundo. Um pai que sempre esteve ao seu lado e sempre estará, junto contigo, em cada decisão. Você está crescendo tão rápido, meu filho. Você cabia nos meus braços e neles se aconchegava para dormir ao som da minha voz cantando (assassinando) Elvis… A mesma música que eu cantava para você na barriga da sua mãe e que te acalma até os dias de hoje. Eu não consigo acreditar que já faz 3 anos que você mudou a nossa vida. Você e sua irmã são o meu gás para levantar todos os dias e trabalhar duro. Que as alegrias desses 3 anos se multipliquem eternamente, para o resto da sua vida. Eu te prometo que tentarei, a cada dia, ser o melhor pai que eu puder ser para você.

Te amo.

Um beijo do papai.

Um Comentário:

  1. Daiane Serenato

    Aaaaaaaah, que lindo!!!!!
    Tô emocionada aqui… Parabéns ao Eric e ao Super Pai que ele tem!!

Dê a sua opinião: