O Que É Ser Um Pai de Verdade

Mais um Dia dos Pais está chegando e mais uma reflexão vem à minha cabeça. O que é ser um pai de verdade? Biologicamente falando, pai é aquele indivíduo cujo espermatozoide fecunda um óvulo de uma mulher, dando origem a um feto, que posteriormente se transforma em um bebê. Mas será que ser pai é só isso? Não. Ser pai vai muito além da biologia. Ser pai é uma condição complexa de envolvimento e dedicação. Infelizmente, nem todos os pais biológicos são pais no sentido verdadeiro da palavra. Aliás, muitos pais não biológicos são pais de verdade.

Mas afinal, o que leva um homem a ser um pai de verdade? Conhece aquela máxima “não basta ser pai, tem que participar”? Começa por aí. Ser aquele pai que só está presente nas horas boas, que só brinca, é muito fácil e muito cômodo.



Pai de verdade é aquele que:                                                                                          

– se importa com cada aspecto, com cada pequeno detalhe da vida dos filhos, desde os primeiros dias de vida;

– se envolve nas decisões importantes da vida das crianças;

– se desdobra para conseguir dedicar tempo aos seus filhos em meio às tarefas do dia a dia;

– escuta de verdade os seus filhos e os respeita;

– ensina e serve de exemplo;

– não se utiliza da força física para impor sua autoridade, pelo contrário, se impõe pela admiração que inspira nas crianças;

– abre mão de fazer coisas para si próprio para fazer para os filhos;

– não larga tudo nas costas da mãe;

– não abandona seus filhos em nenhum momento da vida (gestação, infância, adolescência ou vida adulta);

– lê, se informa, pesquisa sobre diversos assuntos relacionados à paternidade, criação, desenvolvimento infantil etc;

– mesmo divorciado ou separado, se dedica verdadeiramente aos filhos e se importa com sua criação (e não se limita a simplesmente pagar pensão);

– se faz presente e apóia os filhos nos momentos difíceis, sejam eles quais forem;

– sente angústia com o peso da responsabilidade de criar os filhos para o mundo;

– erra e aprende com os erros;

– se arrepende, reconhece seus erros e pede desculpas os filhos.

Enfim, ser um grande pai não significa ser perfeito. Ser um pai de verdade significa ser humano, respeitoso e dedicado. Maturidade não vem com a idade. Maturidade vem com a aceitação de responsabilidades. Dedico esse texto a todos os pais de verdade, com os votos de Feliz Dia dos Pais!

Um Comentário:

Dê a sua opinião: